Confusão

Polícia investiga golpe em formatura em Santa Cruz do Capibaribe

Jovem é suspeito de roubar R$ 27 mil de alunos de escola

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 17/12/2019 às 11:43
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Um jovem é suspeito de roubar cerca de R$ 27 mil de uma formatura de alunos de uma escola em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. Segundo informações da Polícia Militar, um grupo de jovens formandos e parentes deles cercaram a casa do tesoureiro da turma de ensino médio na noite dessa segunda-feira (16) exigindo que ele devolvesse o dinheiro arrecadado.

A polícia foi acionada para prestar apoio a Guarda Municipal para tentar conter os ânimos no local. De acordo com os alunos, o tesoureiro seria colega de turma deles e teria subtraído o valor arrecadado para a realização da formatura. De acordo com a PM, houve um princípio de tumulto e foi necessário fazer uso da força para conter a situação.

Uma das estudantes, que não quis se identificar, disse à TV Jornal Interior que lamenta que o sonho da formatura foi estragado. "A gente foi [para frente da casa do suspeito] para reivindicar, protestar por causa do que ele fez com a formatura. Ele destruiu o sonho não só dos formandos, mas também de famílias, de amigos, de muita gente. Ele não está preocupado, em nenhum momento ele demonstrou estar preocupado com isso. Ele não se importou com os amigos", conta ela.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, alguns disparos foram efetuados para o alto na tentativa de dispersar parte dos manifestantes que estavam indo em direção a equipe policial. Os envolvidos foram levados para a Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe para que fossem tomadas as medidas cabíveis ao caso.

"Foi necessário fazer o uso da força para evitar um mal maior. Alguns policiais nossos ficaram feridos, com escoriações leves. A Polícia Militar agiu dentro do limite", afirmou o Major Adeíldo Carvalho.

Os alunos pretendem registrar dois boletins de ocorrência, um contra o possível abuso da Polícia Militar e outro contra o desvio de dinheiro. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Será aberto um procedimento para investigar a suposta apropriação indevida e estelionato contra o tesoureiro.

Mais Lidas