Audiência de custódia

Prefeito de Salgueiro é liberado após pagar fiança de R$ 100 mil

Clebel Cordeiro é suspeito de desviar água da Transposição do Rio São Francisco para irrigar plantação de maracujá

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 18/12/2019 às 15:40
NOTÍCIA
Blog Sertão Central
FOTO: Blog Sertão Central
Leitura:

O prefeito de Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, Clebel Cordeiro (MDB), foi liberado nesta quarta-feira (18) após pagar fiança de R$ 100 mil (cem salários mínimos). Ele foi preso nessa terça (17) suspeito de desviar água da Transposição do Rio São Francisco para irrigar uma plantação de maracujá num sítio de propriedade dele.

A audiência de custódia foi realizada na manhã desta quarta com a participação do Ministério Público Federal (MPF) e a decisão de liberdade provisória foi da juíza federal Aline Soares. Segundo a decisão, o prefeito terá que comparecer a todos os atos do processo; não poderá frequentar a área protegida pela União; deverá informar à Justiça eventual mudança de endereço; deverá comparecer à Justiça Federal mensalmente, entre outros. 

De acordo com a Justiça Federal, o descumprimento injustificado destas medidas implicará a decretação de prisão preventiva do prefeito.

O material de bombeamento foi apreendido pela PF
O material de bombeamento foi apreendido pela PF
Divulgação/Polícia Federal

Relembre o caso

De acordo com a Polícia Federal, estava ocorrendo a retirada de água da barragem do canal do São Francisco através de bombas elétricas na propriedade. Além disto, o terreno estaria avançando dentro da propriedade da União.

O material de bombeamento foi apreendido e o político foi levado para a sede da Delegacia da Polícia Federal de Salgueiro, onde foi autuado por invadir terras da União e furto de água.

À polícia, o prefeito disse que não sabia que era proibido usar e retirar a água da barragem Mangueira e que a utilizava para irrigar as plantações de maracujá, manga e limão.

Através de nota divulgada nessa terça-feira, Clebel Cordeiro informou que as águas da transposição passam dentro das terras dele, que ficam em uma localidade denominada Mulungu. De acordo com a nota, a área pertence a ele e, portanto, "não houve invasão da parte dele". Clebel também disse que foi à delegacia prestar estas informações à PF e acredita que tudo será resolvido com os dados fornecidos.

Notícias policiais da TV Jornal Interior

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal Interior.

Mais Lidas