menu

Cordelista Mestre Dila morre aos 82 anos

Cordelista e xilógrafo ganhou o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco em 2002

Mestre Dila morre aos  82 anos
Mestre Dila morre aos 82 anos (Reprodução/TVJC)

O cordelista Mestre Dila morreu na noite dessa quarta-feira (18) aos 82 anos no Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, no Agreste pernambucano. Segundo informações da assessoria da Fundação de Cultura da Prefeitura de Caruaru, o corpo está sendo velado no cemitério Dom Bosco e o sepultamento será às 16h desta quinta-feira (19).

José Soares da Silva, conhecido como Mestre Dila, nasceu no dia 23 de setembro de 1937 em Bom Jardim, no Agreste do estado. Veio para Caruaru aos 15 anos para passar apenas um dia e acabou ficando na cidade. No final dos anos 50, ele passou a trabalhar com cordel e xilogravuras e comercializava folhetos nas feiras de Pernambuco, Alagoas, Paraíba e Ceará.

Mestre Dila ganhou o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco em 2002. O artista foi incluído no especial do Jornal do Commercio, "Pernambuco Vivo", que reúne 30 artistas que mantêm a tradição da cultura popular no estado. 

Em 2019, foi inaugurado um memorial em homenagem ao mestre em Caruaru, que reúne mais de mil obras de xilogravuras e cordéis confeccionadas pelo artista.

Homenagem no Galo da Madrugada

Em 2020, o mestre será homenageado no Galo da Madrugada, que terá como tema as xilogravuras no cordel do frevo. Para o filho de Mestre Dila Valdez Soares, o Galo da Madrugada é uma representação mundial. "Quando a gente soube da notícia desta homenagem que o Galo da Madrugada vai fazer agora em 2020 aos cordelistas, aos xilogravuristas, e a outros personagens de Pernambuco, a gente recebeu como uma carta de São Pedro para conhecer o primeiro andar", destacou.

Representantes do Galo da Madrugada visitam Memorial Mestre Dila

  • 19/12/2019 09:11
Um grupo da comissão de organização do Galo da Madrugada esteve na manhã desta quinta-feira (17) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, para visitar o Memorial Mestre Dila, inaugurado recentemente. O espaço abriga mais de mil obras de xilogravuras e cordéis confeccionadas por ele. 2 minutos e 50 segundos

Leia Também:

Relembre as celebridades que morreram em 2019.