menu

Suspeito de ser mandante da morte da mãe adotiva publicou post dizendo que a amava

Mãe e pai adotivos do suspeito foram baleados na última quinta-feira durante um assalto em Canhotinho

Suspeito publicou mensagem nas redes sociais dizendo que estava com saudades das vítimas
Suspeito publicou mensagem nas redes sociais dizendo que estava com saudades das vítimas (Reprodução/TV Jornal Interior)

O jovem suspeito de ser o mandante do assassinato da mãe adotiva e da tentativa de homicídio contra o pai adotivo em Canhotinho, no Agreste de Pernambuco, fez uma postagem em uma rede social dizendo que amava ambos e que estaria com saudades. Gabriel Martins Melo, 20 anos, se apresentou na delegacia na noite da última sexta-feira (10), onde teria assumido envolvimento no crime. "Mãe e pai... saudades eternas... o que fizeram com vocês nunca vai ser perdoado... Eu amo vocês demais... por favor não me deixa aqui pai e mãe", dizia a mensagem.

Na noite da última quinta (9), três homens encapuzados invadiram a residência do casal para praticar um assalto e atiraram nos dois. Minéia Silvana da Silva, 47 anos, não resistiu e morreu dentro de casa. O marido, o motorista de lotação Josenildo Martins de Melo, 49, continua internado no Hospital da Restauração, no Recife.

À polícia, Gabriel Martins teria dito que os suspeitos iriam roubar R$ 10 mil do pai dele, e este valor seria dividido entre os envolvidos. Porém, o trio teria se antecipado e praticado o assalto antes do previsto para não precisar dividir o montante.

De acordo com o delegado Helianthus Bezerra, o auto de prisão em flagrante foi confeccionado na última sexta e o suspeito levado para audiência de custódia no sábado, em Garanhuns. A prisão preventiva de Gabriel foi decretada e ele foi conduzido à Cadeia Pública daquela cidade.

"As investigações ainda estão em andamento, existem mais pessoas envolvidas neste crime bárbaro e esperamos dar a resposta à sociedade o mais rápido possível", explicou o delegado. Os outros envolvidos ainda não foram identificados.

Pais de mulher morta em Canhotinho ficaram surpresos com revelação do suspeito de ser o mandante

  • 13/01/2020 15:13
O filho adotivo do casal seria o suspeito de encomendar o crime ocorrido na última quinta-feira. 2 minutos e 27 segundos

Luto

De acordo com os pais de Minéia, o casal criava o suspeito desde que ele era recém-nascido. A mãe dela, Maria do Carmo, acreditava que o jovem não seria capaz de cometer um crime como este e disse que não o perdoará nunca. "Ele sempre foi muito bem criado, estava fazendo faculdade agora. Para mim ele era uma bênção de Jesus. No dia da morte, a mãe morta lá dentro, ele me abraçou, beijou e disse: 'vó, eu vou matar quem matou a minha mãe'", relembrou.

Já o pai da vítima fatal, Gercivan Pedro, afirmou que apesar de ter visto que Gabriel estava choroso após o crime, tinha suspeitas. "Não acreditava que ele teria a coragem de executar a própria mãe, mas formar uma quadrilha para fazer isso, ele tinha essa coragem", opinou. O corpo de Minéia foi sepultado na tarde da última sexta-feira no cemitério de Canhotinho.

Para Dário Morais, pastor da igreja evangélica batista que o suspeito frequentava, o caso surpreendeu a todos. "Quando eu cheguei aqui ele tinha cinco anos de idade. Desse período, ele passou aqui na igreja comigo. Faz um ano e pouco que ele saiu da igreja e começou a ficar na rua. Nós tentamos resgatar ele a todo custo, mas não foi possível. Eu perguntei a ele qual o envolvimento dele, ele disse que não tinha envolvimento nenhum".

Notícias policiais da TV Jornal Interior

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal Interior.