Resíduos sólidos

Lixão de Bezerros é desativado e catadores ficam preocupados

Espaço não poderá mais receber resíduos sólidos produzidos pela população

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 20/01/2020 às 19:52
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

O lixão de Bezerros, no Agreste de Pernambuco, foi desativado em janeiro de 2020, após vários anos provocando prejuízos ao meio ambiente e à saúde dos moradores. O espaço não poderá mais receber resíduos sólidos produzidos pela população.

De acordo com o gerente executivo do meio ambiente da cidade, o material será encaminhado para o Centro de Tratamento de Resíduos (CTR) Caruaru, empresa vencedora da licitação. "É uma grande realização para a nossa cidade, a desativação do lixão foi parcialmente iniciada em dezembro. Neste mês, já está findado isto e todo o lixo está indo para o CTR", explicou Marco Aurélio Ribeiro.

Com estas mudanças, as famílias que sobrevivem da renda tirada do lixão foram incluídas no Projeto Transformação. "Já teve essa parte de investigação social, onde foram identificadas as famílias que necessitam dessa renda para o aluguel ou para pagar água, luz. Tem famílias que estão em casas cedidas. Todo o perfil foi traçado", disse o representante da prefeitura.

Maria Erivânia, 33 anos, é catadora desde os seis anos de idade e desde que soube que o lixão seria desativado ficou preocupada. "Espero que o prefeito pelo menos ajude a gente que trabalha aqui. O melhor mesmo que era que viesse a coleta para a gente catar aqui e quando nós tirássemos o material, retirasse o lixo e levasse para Caruaru", propôs.

Erivânia espera que além da ajuda, os catadores possam firmar junto com a prefeitura um acordo de uma cooperativa para seguir com o trabalho de coleta seletiva. Uma nova reunião será realizada no dia 30 de janeiro entre a prefeitura e as famílias dos catadores para discutir o assunto.

Mais Lidas