Programa

Garantia-Safra é liberado para agricultores em Pernambuco

Em PE, 13.811 agricultores foram contemplados em 24 municípios do Agreste e do Sertão

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 21/01/2020 às 10:49
NOTÍCIA
Pixabay
FOTO: Pixabay
Leitura:

Foi anunciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) o início dos pagamentos do programa Garantia Safra aos agricultores que tiveram perdas de 50% ou mais nas lavouras durante a safra de 2018 e 2019. No estado de Pernambuco, 13.811 agricultores foram contemplados em 24 municípios do Agreste e do Sertão.

Na folha de pagamento ainda estarão agricultores que possuíam pendência da safra 2017-2018. Eles vão receber o valor do benefício pendente de maneira integral. De acordo com o Mapa, o programa deve injetar cerca de R$ 21,1 milhões na economia dos municípios que já tiveram a perda comprovada.

O Governo do estado também está colocando no Garantia-Safra um investimento de R$ 11,2 milhões. Ao menos 110.376 agricultores em 53 municípios do Sertão e 47 cidades do Agreste serão beneficiados.

Como participar do programa?

É necessário ser agricultor familiar, ter uma renda de até um salário mínimo e meio e plantar 0,6 a cinco hectares de feijão, arroz, milho, mandioca ou algodão. O fundo do Garantia-Safra é composto pela contribuição paga pelos agricultores, município, Estado e União.

Municípios contemplados com a garantia

Os municípios que foram contemplados são: Arcoverde, Petrolina, Salgueiro, Ibimirim, Cabrobó, Santa Maria da Boa Vista, Lagoa Grande, Alagoinha, Gravatá, Iati, Sanharó, Betânia, Santa Cruz do Capibaribe, Brejo da Madre de Deus, Itacuruba, Jatobá, Santa Maria do Cambucá, Casinhas, Surubim, Custódia, Pesqueira, Floresta, Verdejante e Taquaritinga do Norte.

Seca: 61 municípios em emergência

O Governo de Pernambuco declarou situação de emergência em 61 municípios do Agreste do Estado por causa da estiagem (seca). De acordo com decreto publicado no último fim de semana no Diário Oficial, os níveis de chuvas estão abaixo do normal nestas cidades, que também apresentam baixos níveis nas reservas hídricas.

A estiagem nos municípios provoca impactos na agropecuária e outras atividades socioeconômicas da região. Os municípios passaram por um parecer técnico elaborado pela Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe). A situação de emergência tem um prazo de 180 dias, nos quais os órgãos estaduais da região irão adotar medidas necessárias para diminuir os impactos da seca.

Mais Lidas