menu

Homem perde R$ 9 mil após cair em golpe ao comprar carro

Estelionatário teria enganado vendedor e comprador do veículo

Golpes são aplicados através de um site de vendas
Golpes são aplicados através de um site de vendas (Reprodução/TV Jornal Interior)

Um homem de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, perdeu R$ 9 mil em um golpe durante a compra de um carro através de um site de vendas. O estelionatário praticou o crime contra ele e o dono do veículo.

"Eu verifiquei o carro, levei para o meu mecânico, e a gente combinou de fazer a transferência, depositar uma parte para ele me entregar o carro no final do dia. Em contato com o proprietário real, que supostamente para mim era o funcionário dele, conversando, descobrimos que se tratava de um golpe", relembrou a vítima, que preferiu não ser identificada.

De acordo com o delegado Ighor Nogueira, várias ocorrências deste golpe já foram registradas. De acordo com ele, o estelionatário, que atua como um intermediário, oferece um valor atrativo para ambas as partes. "Na hora do negócio, ele manipula as pessoas dizendo que elas não podem dizer o valor nem dizer para quem é, para que ele possa guardar a identidade dele e as pessoas acabam negociando. O depósito é realizado, e quando a pessoa vai buscar o bem, a outra diz: 'não, não foi depositado para mim'. Na verdade foi depositado para o terceiro, o estelionatário. E o dono do bem acaba perdendo o seu valor", explicou.

Uma mulher que também preferiu não ser identificada, quase foi vítima de um golpe parecido, quando procurava uma casa para alugar no mesmo site. O estelionatário mandou uma mensagem oferecendo uma opção de imóvel, com fotos do local.

Porém, com o avanço da conversa, a vítima desconfiou: "A pessoa foi bem invasiva, querendo saber informações sobre perguntas íntimas, da pessoa que eu estou no momento. Foi bem estranho. Então a gente começou a gravar as ligações e desconfiar". Além disto, o criminoso pediu para que ela fosse sozinha para um local combinado. Quando ela o questionou, o golpista fez ameaças.

Segurança

De acordo com o delegado, é preciso tomar cautela e não confiar em pessoas desconhecidas. "Um desses cuidados é que você não deve expor muitas informações pessoais, as informações devem ser a respeito do produto, nada além disso. Se houver necessidade de um encontro para avaliar, mostrar o produto, esse encontro tem que ser feito em locais públicos, de preferência em locais que tenham controle de entrada e saída, como um shopping, de modo que possa identificar a pessoa".