Saúde

Países da América do Sul decidem fechar fronteiras por causa do coronavírus

Chefes de estado decidiram proteger as fronteiras

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 17/03/2020 às 8:55
NOTÍCIA
Foto: Aeroporto de Roma
FOTO: Foto: Aeroporto de Roma
Leitura:

Os presidentes dos países membros do Fórum para o Progresso da América do Sul (Prosur) decidiram nessa segunda-feira (16) proteger suas fronteiras e comprar em conjunto suprimentos médicos por causa do novo coronavírus.

De acordo com o comunicado divulgado pelo governo do Chile, os chefes de Estado decidiram "proteger as fronteiras de maneira coordenada e eficaz, facilitar o retorno de nacionais a seus respectivos países e promover compras conjuntas de suprimentos médicos para acessar melhores condições".

Participaram da reunião, através de videoconferência, os presidentes: Sebastian Piñera, do Chile; Alberto Fernández, da Argentina; Jeanine Añez, da Bolívia; Iván Duque, da Colômbia; Lenin Moreno, do Equador; Mario Abdo, do Paraguai; Martín Vizcarra, do Peru; Luis Lacalle Pou, do Uruguai e o Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo.

Os países também decidiram compartilhar informações obtidas na experiência de cada país com o vírus, aumentar a capacidade de diagnóstico e cooperar com organizações financeiras multilaterais.

Acompanhe o vírus pelo mundo

Mais Lidas