menu

Feiras do Polo de Confecções de Pernambuco são suspensas por causa do coronavírus

Esta é a principal atividade econômica da região Agreste

Feira da Sulanca teve baixa circulação de pessoas nesta segunda-feira
Feira da Sulanca teve baixa circulação de pessoas na última segunda-feira (Cortesia)

As Prefeituras de Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e de Toritama, no Agreste de Pernambuco, divulgaram na tarde desta quarta-feira (18) que suspenderam, em conjunto com o Governo do Estado, as feiras do Polo de Confecções. Esta é a principal atividade econômica da região.

Portanto, de forma temporária, não serão realizadas a Feira da Sulanca de Caruaru, a feira do Moda Center Santa Cruz, em Santa Cruz do Capibaribe, e a Feira do Jeans de Toritama. Semanalmente, as feiras recebem clientes de vários estados, principalmente do Nordeste.

O motivo é a pandemia de coronavírus, que avança nos estados brasileiros. Em Pernambuco, há 19 casos confirmados; um em Belo Jardim, no Agreste, e os outros na Região Metropolitana do Recife (RMR).

Medidas preventivas

Em nota conjunta, as prefeituras dos municípios agrestinos dizem que a atitude "reforça a necessidade de conter o avanço do novo coronavírus na região, buscando garantir a saúde de toda a população".

Não há casos de coronavírus confirmados em nenhuma das três cidades, que já tomam ações preventivas para impedir a disseminação do vírus.

Mais cedo, o prefeito de Santa Cruz, Edson Vieira, já havia comunicado a suspensão da feira do Moda Center e do Calçadão Miguel Arraes. Na última segunda-feira (16), a Feira da Sulanca, em Caruaru, teve baixa circulação de pessoas. Muitos clientes estavam usando máscaras no rosto e os feirantes disponibilizaram álcool em gel nos bancos.