Transportes

Coronavírus: empresas de ônibus de Caruaru protocolam pedido de redução de frota

Pedido tem objetivo de preservar operação do setor de transporte público

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 19/03/2020 às 11:35
NOTÍCIA
Associação das Empresas de Transportes de Passageiros de Caruaru/Facebook
FOTO: Associação das Empresas de Transportes de Passageiros de Caruaru/Facebook
Leitura:

As empresas de ônibus que integram o Sistema de Transporte Público de Passageiros de Caruaru (STTP) por meio da Associação das Empresas de Transporte de Passageiros de Caruaru (AETPC) protocolaram nessa quarta-feira (18) um pedido para redução da frota de ônibus por causa da baixa demanda de usuários devido ao novo coronavírus.

Esse pedido tem o objetivo de preservar a operação do setor de transporte público, levando em conta a redução de cerca de 30% da demanda de passageiros de transporte público.

De acordo com a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), o quadro pode ser agravado gerando um impacto de mais de 50% na queda de passageiros.

Segundo o diretor institucional da AETPC, Ricardo Henrique, a baixa demanda tem sido expressiva em algumas linhas, que já chega a 60%, o que comprometeu a manutenção da operação.

“É necessário adotarmos medidas emergenciais com objetivo de tentar minimizar os impactos financeiros na queda do faturamento da operação do transporte público de Caruaru. Temos consciência da responsabilidade social do setor e que devemos seguir todas  as recomendações das autoridades públicas sobre a oferta dos serviços mas, para isso, precisamos garantir também o equilíbrio financeiro das operações devido as empresas já estarem debilitadas e já enfrentarem uma crise com a queda constante de demanda, correndo o risco de não aguentar”, explica o diretor.

Casos suspeitos em Caruaru

Caruaru tem 25 casos suspeitos do novo coronavírus. Desde a chegada da doença no Brasil, foram notificados 28 casos, dos quais três foram descartados e o restante continua em investigação. Não há confirmações. Os dados estão no último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), na noite de quarta-feira (18). A Capital do Agreste é a cidade que mais notificou casos fora da Região Metropolitana do Recife (RMR). A segunda cidade com mais notificações no interior é Petrolina, no Sertão, com 13 (um descartado e 12 em investigação).

Mais Lidas