menu

Coronavírus: funcionamento da Ceaca em Caruaru será alterado

Central de Abastecimento terá novas regras por causa da pandemia

Funcionamento da Ceaca em Caruaru será alterado
Funcionamento da Ceaca em Caruaru será alterado (Divulgação/Prefeitura de Caruaru)

O funcionamento da Central de Abastecimento de Caruaru (CEACA), no Agreste pernambucano, terá novas regras para o combate do novo coronavírus. A Prefeitura de Caruaru divulgou novas medidas de proteção na noite dessa segunda-feira (23). As alterações na CEACA devem ser adotadas a partir desta quinta-feira (26).

O horário de funcionamento será reduzido e a CEACA passará a atender das 0h às 15h. O objetivo é diminuir a quantidade de pessoas circulando no local. Todos os trabalhadores da administração vão trabalhar de forma remota, exceto os serviços essenciais ao funcionamento da central.

Também foi determinado que está proibido o consumo local em bares, restaurantes, quiosques, lanchonetes, barracas de comida e bebida. Os estabelecimentos devem funcionar exclusivamente para a venda e entrega por delivery. Também serão proibidas a circulação e comercialização de vendedores de lanches e ambulantes.

A Ceaca ainda deve reforçar a necessidade de liberar funcionários com mais de 60 anos ou que se enquadram no grupo de risco. Segundo o diretor presidente da central, Bruno França, as medidas recomendadas pelos órgãos oficiais de saúde serão adotados no centro. “Reforçamos que o público só deve visitar a central de distribuição em caso de real necessidade. É fundamental que a população obedeça as determinações para que o vírus não circule pela cidade”, diz.

Coronavírus em PE

Caruaru tem um caso confirmado do novo coronavírus. Em Pernambuco, o número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) subiu para 42, de acordo com balanço divulgado na tarde desta segunda-feira (23). Foram cinco casos a mais com relação ao domingo (22). Os casos confirmados estão no Recife (30), Jaboatão dos Guararapes (3), Olinda (2), Caruaru (1), Belo Jardim (1) e Petrolina (1). Os outros casos são: um de outro estado e três de outro país (dois do navio que está atracado no Porto do Recife).

Veja o vírus pelo mundo