Trabalhador

Saque de até R$ 998 do FGTS pode ser feito até esta terça; veja se você tem direito

Desde o ano passado, foram distribuídos cerca de R$ 40 bilhões aos trabalhadores

Com informações da Agência Brasil
Com informações da Agência Brasil
Publicado em 31/03/2020 às 11:09
NOTÍCIA
José Cruz/Agência Brasil
FOTO: José Cruz/Agência Brasil
Leitura:

O prazo para os trabalhadores realizarem o saque imediato de até R$ 998 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) encerra nesta terça-feira (31). Na quarta (1º), o dinheiro que não for sacado irá retornar à conta original.

O saque poderá ser realizado nas casas lotéricas e terminais de autoatendimento para quem tem senha do Cartão Cidadão. Estas pessoas poderão realizar o saque nos correspondentes Caixa Aqui. É preciso apresentar um documento de identificação.

Por causa da pandemia de coronavírus, é preciso observar se estes estabelecimentos estão abrindo no estado ou município do trabalhador. Desde terça-feira (24), as agências da Caixa estão funcionando em horário reduzido, das 10h às 14h. O atendimento está restrito a quem não pode resolver problemas por canais eletrônicos.

Também por causa da Covid-19, a Caixa orienta o resgate através do aplicativo FGTS, disponível para tablets e smartphones dos sistemas Android e iOS. O trabalhador pode programar a transferência do dinheiro para qualquer conta no nome dele, independentemente do banco. A operação não tem custo.

As informações sobre os valores e a data do saque podem ser consultadas também no aplicativo FGTS, pelo site da Caixa ou através do telefone 0800 724 2019, disponível 24 horas.

O saque imediato não altera o direito do trabalhador sacar todo o saldo da conta do FGTS, caso o trabalhador seja demitido sem justa causa ou em outras hipóteses previstas na lei.

Ainda de acordo com a Caixa, essa modalidade de saque não significa que houve adesão ao saque aniversário, que é uma nova opção oferecida ao trabalhador a partir de abril, em alternativa ao saque por rescisão do contrato de trabalho. Por meio do saque aniversário, o trabalhador poderá retirar parte do saldo da conta do FGTS, anualmente, de acordo com o mês de aniversário.

Como funciona?

A Caixa Econômica Federal está disponibilizando, desde setembro do ano passado, os valores de contas ativas ou inativas do FGTS. Os recursos foram liberados até dezembro, em um cronograma baseado no mês de nascimento do trabalhador. Ao todo, foram distribuídos cerca de R$ 40 bilhões, que tiveram como objetivo estimular a economia no fim do ano passado.

O valor utilizado como referência para o saque imediato é o saldo de cada conta, ativa ou inativa, em 24 de julho de 2019. Os trabalhadores que tinham saldo acima de R$ 998 nesta data só podem sacar até R$ 500 por conta de FGTS. Já quem tinha contas com até R$ 998 (equivalente ao salário mínimo no ano passado) pode sacar até esse valor.

Ou seja, um trabalhador que tinha R$ 998 numa conta do FGTS e R$ 1 mil em outra conta em 24 de julho do ano passado só pode retirar R$ 998 da primeira conta e R$ 500 da segunda.

A retirada também pode ser feita por quem tinha sacado os R$ 500 da conta no ano passado e não retirou a diferença entre R$ 500 e R$ 998 em dezembro. Inicialmente, o governo permitiria apenas a retirada de até R$ 500 por conta, mas o Congresso Nacional ampliou o saque para R$ 998 para contas com saldo igual ou inferior ao salário mínimo.

Mais Lidas