Economia

Corte de funcionários federais pouparia R$ 3,5 bilhões ao mês, segundo Tribunal de Contas da União

Relatório do TCU sobre comissionados federais mostra que despesa equivale a um terço do total da folha de pessoal de funcionários ativos

NE10 Interior e Cláudio Humberto*
NE10 Interior e Cláudio Humberto*
Publicado em 04/05/2020 às 12:57
NOTÍCIA
Divulgação/TCU
FOTO: Divulgação/TCU
Leitura:

De acordo com o Tribunal de Contas da União, o corte de funcionários no serviço público federal pouparia cerca de R$ 3,5 bilhões ao mês. O relatório do Tribunal de Contas sobre comissionados no serviço público federal mostra que a despesa de R$ 130 bilhões destinados ao pacote de ajuda aos Estados representa um terço do total da folha de pessoal de funcionários ativos: R$ 3,5 bilhões de quase R$ 10 bilhões totais.

Dos 1,1 milhão de empregados do Executivo, Legislativo e Judiciário federais, cerca de 350 mil ocupam algum cargo de confiança. De acordo com o o Ministério do Planejamento, a folha de pagamento do governo federal custa aproximadamente R$ 26,3 bilhões por mês.

O Orçamento total para o setor público para 2020 é de R$ 3,72 trilhões. Até agora já foram pagos mais de R$ 1 trilhão. De acordo com o ministro Paulo Guedes, serão investidos R$ 500 bilhões nos próximos três meses para ajudar no combate à pandemia do coronavírus (Covid-19).

*Com informações da coluna de Cláudio Humberto

Auxílio financeiro para estados e municípios

O auxílio financeiro de R$ 125 bilhões a Estados e municípios foi aprovado pelo senado no último sábado (2), para ajudar a combater os efeitos do coronavírus. O auxílio será analisado na Câmara dos Deputados nesta segunda-feira (4). O programa de enfrentamento ao coronavírus aprovado pelo Senado destinará aproximadamente um valor para Pernambuc que será dividido entre o estado e municípios.

Mais Lidas