menu

Governo disponibiliza novo site para acompanhar auxílio emergencial

Solicitante pode verificar porque teve benefício negado

População pode verificar andamento da solicitação
População pode verificar andamento da solicitação (Reprodução do site)

O Ministério da Cidadania e a Dataprev lançaram um portal para que as pessoas possam consultar a situação dos requerimentos do auxílio emergencial. A partir desta terça-feira (5), os trabalhadores podem acessar os links: www.cidadania.gov.br/consultaauxilio e https://consultaauxilio.dataprev.gov.br. É possível fazer pesquisas usando o CPF do requerente.

Auxílio emergencial: entenda o que quer dizer "dados inconclusivos"

Auxílio emergencial em análise? Saiba como funciona o processo

De acordo com o Governo Federal, o objetivo da nova ferramenta é dar transparência ao processo de análise, processamento, homologação e pagamento do benefício. No site, é possível acompanhar os resultados, as datas de recebimento e envio dos dados pela Caixa à Dataprev e vice-versa. Também será possível ver o motivo de ter tido o benefício negado. A análise da segunda solicitação também poderá ser acompanhada.

Segundo a Dataprev, mais de 45 servidores virtuais e físicos deverão garantir a estabilidade da plataforma de consulta. A empresa garante que a avaliação do portal será diária para acompanhar o crescimento de demanda dos acessos. Também serão realizados aperfeiçoamentos para atender aos cidadãos.

Números

Um balanço divulgado pelo governo mostra que em menos de um mês, 97,7 milhões de cadastros passaram pelos sistemas de conferência da Dataprev e foram homologados pelo Ministério da Cidadania. Estão incluídos os autônomos, informais e microempreendedores individuais (MEIs), beneficiários do Bolsa Família e inscritos no Cadastro Único.

Trabalhadores que tiveram auxílio emergencial reprovado poderão fazer nova solicitação

Destes, 50,5 milhões foram classificados como elegíveis, ou seja, atenderam aos critérios da lei e irão receber o auxílio emergencial; 32,8 milhões foram considerados inelegíveis (tiveram o benefício negado); e 13,7 milhões estão inconclusivos e necessitam de complemento cadastral.

Ainda de acordo com os órgãos, das 46 milhões de solicitações, a Dataprev transmitiu o resultado de 44,9 milhões à Caixa, depois da homologação do Ministério da Cidadania. Estes cadastros são referentes ao período de 7 a 22 de abril. Do total do Grupo 1 (informais), 2,3% (1,04 milhão) estão em processamento adicional, "em função da complexidade de cenários e cruzamentos".

Neste percentual estão incluídos 38 mil cadastros concluídos entre 7 a 10 de abril; 1 mil de 11 a 17 de abril; e 1 milhão de 18 a 22 de abril. A análise está sendo realizada durante esta semana. Já a finalização do processamento dos requerimentos feitos entre 23 e 30 de abril no aplicativo e portal da Caixa está prevista para o fim da semana.