menu

Polícia investiga falsa médica suspeita de exercer medicina ilegalmente na UPA de Belo Jardim

Suspeita usava o nome e o CRM de uma médica do Rio Grande do Norte

As oportunidades se distribuem através do Brasil inteiro, por 88 localidades.
As oportunidades se distribuem através do Brasil inteiro, por 88 localidades. (Pixabay )

A Polícia está investigando uma falsa médica suspeita de praticar medicina de maneira ilegal na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Belo Jardim, no Agreste pernambucano. A mulher se passava por uma médica que mora em Natal, no Rio Grande do Norte.

De acordo com a diretoria da UPA, foi realizada uma pesquisa no site do Conselho Federal de Medicina ao perceber que havia algo estranho com a suspeita. Foi constatado que a pessoa que assumiu o plantão no dia 8 de maio estava usando o número do CRM da Doutora Maria Augusta Cavalcanti, além de terem constatado que a foto do perfil profissional do site era diferente da mulher.

A equipe médica acionou a Polícia Militar (PM), mas a suspeita fugiu.

Médica denunciou suspeita

A doutora Maria Augusta, em nota, informou que foi avisada por um colega que uma mulher desconhecida estava usando seu nome e seu CRM. A médica informou, nas redes sociais, que está morando em Natal há quase dois anos e que não atende em cidades de Pernambuco. Além disso, ela também disse que tomou as providências e denunciou o caso.

*Informações da Rádio Jornal Pesqueira