Economia

Empresários entregam novo plano para agilizar reabertura de atividades econômicas em PE

Grupo com representantes de diversos setores ficou insatisfeito com plano divulgado pelo governo estadual

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 03/06/2020 às 7:50
NOTÍCIA
Felipe Ribeiro/JC Imagem
FOTO: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Leitura:

Um grupo de 20 representantes de diversos setores entregará para o governo estadual um novo plano para agilizar a reabertura das atividades econômicas em Pernambuco. O setor produtivo em geral achou lento o plano de convivência com o coronavírus que foi divulgado na última segunda-feira (1º).

“O governo tem que ser mais realista. O remédio está muito forte para as empresas, daqui pra frente é desemprego, porque vai acabar a suspensão de contrato de trabalho. São 7 milhões de empregos sustentados pelo governo federal”, disse o presidente da Federação do Comércio de Pernambuco (Fecomércio-PE), Bernardo Peixoto, em entrevista à Rádio Jornal.

O grupo, que é chamado de Movimento Pró-Pernambuco e tem empresários dos setores da indústria, bares, shoppings, hotéis e serviços, tentará conversar com o governo para que o cronograma apresentado anteriormente passe por mudanças.

> Veja como será a reabertura das atividades econômicas em Pernambuco

“Falta clareza nos detalhes. Não há um decreto, nada oficial. A gente está discutindo um power point com diversas dúvidas”, critica o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi), Gildo Vilaça.

Uma das sugestões dos empresários tem a ver com o transporte público. Eles sugerem criar subsídios para quem optar pelo transporte fora do horário de pico, e também criar uma abertura escalonada para a indústria, começando às 6h, atacado à noite, comércio às 10h, shoppings ao meio dia.

O Governo do estado disse que vai se pronunciar nesta quarta-feira (3) sobre as reclamações.

Veja o Plano de Convivência completo do governo estadual:

 

Mais Lidas