Recursos

Economista dá dicas sobre como usar FGTS emergencial; veja

Pagamento do FGTS emergencial começou na última segunda-feira (29)

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 01/07/2020 às 16:39
NOTÍCIA
Marcelo Camargo/Agência Brasil
FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

Cerca de 60 milhões de trabalhadores brasileiros receberão o FGTS emergencial, que está sendo liberado pela Caixa Econômica Federal (CEF). No total, mais de R$ 37,8 bilhões serão pagos.

O crédito em conta começou na última segunda-feira (29), quando 4,9 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro receberam um total de R$ 3,1 bilhões. Inicialmente, o valor fica disponível apenas para pagar contas e fazer compras digitais. O calendário para saques e transferências começa no dia 25 de julho.

De acordo com o economista Renato Chaves, a melhor orientação para o FGTS é sacar o dinheiro e investir, já que a conta do FGTS rende muito pouco. Porém, como trata-se de um momento de pandemia, a qual traz inúmeros prejuízos econômicos, a situação é diferente.

"Estamos em uma calamidade econômica, então se você está precisando, o melhor é sacar e usar para se manter. Se não, saque e guarde. Você tem todo tipo de investimento, de aplicação em renda fixa, que mesmo com a taxa de juros muito baixa, você consegue render mais do que o FGTS, até na poupança", detalhou.

É o que fará a auxiliar de serviços gerais Viviane Pereira, e o investimento será no próprio negócio: no começo do ano, ela abriu um salão de beleza, e agora pretende utilizar o saque emergencial do FGTS para incrementar o espaço. "Eu vou investir no meu salão, o dinheiro que vou pegar, vai ser todo para equipamento de alta qualidade. É meu sonho, vou realizar agora, vai me ajudar muito", comemorou.

O que fazer para cancelar

O valor é creditado automaticamente na conta do trabalhador que tem direito. Porém, caso a pessoa não queira sacar o recurso, precisa seguir alguns passos. Para isso, é necessário acessar o site do FGTS ou usar o aplicativo do FGTS. É necessário ainda informar do CPF ou NIS; informar a senha (ou cadastrar uma). Depois de ver o valor, basta clicar em "Não quero receber".

O aviso deve ser aceito pela Caixa até dez dias antes da data definida para que o dinheiro fique disponível na conta poupança social digital.

Veja os calendários de crédito e saques do FGTS:

Calendário para crédito em conta:

- Nascidos em Janeiro: 29 de junho (já realizado)
- Nascidos em fevereiro: 6 de julho
- Nascidos em março: 13 de julho
- Nascidos em abril: 20 de julho
- Nascidos em maio: 27 de julho
- Nascidos em junho: 3 de agosto
- Nascidos em julho: 10 de agosto
- Nascidos em agosto: 24 de agosto
- Nascidos em setembro: 31 de agosto
- Nascidos em outubro: 8 de setembro
- Nascidos em novembro: 14 de setembro
- Nascidos em dezembro: 21 de setembro

Calendário para saques e transferências:

- Nascidos em janeiro: saque a partir de 25 de julho
- Nascidos em fevereiro: 8 de agosto
- Nascidos em março: 22 de agosto
- Nascidos em abril: 5 de setembro
- Nascidos em maio: 19 de setembro
- Nascidos em junho: 3 de outubro
- Nascidos em julho: 17 de outubro
- Nascidos em agosto: 17 de outubro
- Nascidos em setembro: 31 de outubro
- Nascidos em outubro: 31 de outubro
- Nascidos em novembro: 14 de novembro
- Nascidos em dezembro: 14 de novembro

Mais Lidas