Economia

Caruaru perdeu 3.378 postos de trabalho durante pandemia de coronavírus

Números do Caged revelam que a maior perda em maio foi no setor de serviços

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 02/07/2020 às 10:25
NOTÍCIA
Marcello Casal Jr./Agência Brasil
FOTO: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Leitura:

A cidade de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, já perdeu 3.378 postos de trabalho de março a maio deste ano, período da pandemia do novo coronavírus, que ainda traz prejuízos econômicos para todo o mundo.

De acordo com números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em maio foram desativados 501 postos de trabalho. Isto significa que estas pessoas foram demitidas e ninguém foi contratado para o lugar delas.

Carteira Verde e Amarela atenderá 30 milhões do auxílio emergencial

Cerca de 40% dos postos de trabalho de Caruaru podem ser desativados

Ainda segundo o Caged, os setores mais afetados em maio foram o de serviços (-223 postos), a indústria (-170) e a construção civil, com -72 postos de trabalho.

Comparativo com outros anos

A quantidade total de empregos perdidos em 2020 na Capital do Agreste já ultrapassa todo o ano de 2016, quando 3.256 postos de trabalho foram desativados.

Quando o número considera janeiro a maio, o total de perdas fica em 2.881 postos de trabalho, uma vez que no início do ano (janeiro e fevereiro) houve saldo positivo de empregos.

No mesmo período de 2019, 25 postos de trabalho foram desativados.

Mais Lidas