Educação

UFPE e a UFRPE adotam medidas para viabilizar o ensino remoto

Aulas presenciais estão suspensas por causa da pandemia do coronavírus

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 07/07/2020 às 10:23
NOTÍCIA
Foto: Edmar Melo/Acervo JC Imagem
FOTO: Foto: Edmar Melo/Acervo JC Imagem
Leitura:

As universidades públicas de Pernambuco estão organizando formas de oferecer internet e computadores para os alunos mais vulneráveis terem acesso ao ensino remoto. A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) vai alugar tablets e a Federal Rural (UFRPE) pretende pagar um auxílio para que o aluno possa comprar um computador portátil.

A Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe) está tentando um convênio para que empresas vendam computadores com preços mais baixo e condições de pagamento facilitado aos estudantes. Deverão ser contemplados os estudantes da UFPE, UFRPE, Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Universidade Estadual de Pernambuco (UPE), Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) e também os institutos federais do Estado (IFPE e IF do Sertão).

O reitor da UFPE, Alfredo Gomes, informou que aproximadamente 12.500 alunos podem precisar de internet ou equipamentos para as aulas remotas. “Vamos fazer uma licitação interna para alocar equipamentos. Ainda estamos definindo o modelo, mas provavelmente será mais de um tipo de equipamento. Pensamos inicialmente em tablets, mas a longo prazo pode ser notebook. Já temos a experiência na universidade de alugar impressoras e os preços são relativamente bons”, explicou.

O reitor da UFRPE, Marcelo Carneiro Leão, disse que será pago um auxílio digital de acessibilidade: “Pretendemos repassar entre R$ 1.300 e R$ 1.500, dividido em quatro vezes. O valor final dependerá do nosso orçamento. O estudante receberá a primeira parcela e terá 15 dias para comprar o computador e apresentar nota fiscal. Se tiver tudo certo, vamos liberar as demais parcelas. Caso contrário, ele terá que devolver o valor que recebeu".

> MEC autoriza aulas online no ensino superior até dezembro

Os reitores da UFPE, UPE e da UFRPE acreditam que o retorno das aulas totalmente presenciais só será possível em 2021. As aulas presenciais estão suspensas desde o dia 18 de março após um decreto do governo estadual para diminuir a transmissão do coronavírus.

Mais Lidas