Economia

Reabertura do comércio tem pouco movimento em Garanhuns

Em um ano comum, atividades econômicas estariam aquecidas com a proximidade do Festival de Inverno

Ana Maria Miranda e Samara Pontes
Ana Maria Miranda e Samara Pontes
Publicado em 13/07/2020 às 11:42
NOTÍCIA
Samara Pontes/Rádio Jornal Garanhuns
FOTO: Samara Pontes/Rádio Jornal Garanhuns
Leitura:

A reabertura do comércio em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, nesta segunda-feira (13) teve pouco movimento. A impressão de quem esteve nas ruas pela manhã era de que havia mais gente quando as lojas estavam fechadas. A Suíça Pernambucana é um dos 53 municípios que foram autorizados a reabrir diversas atividades econômicas a partir desta segunda, dentro da quarta etapa do Plano de Convivência com a Covid-19.

Caso fosse um ano comum, o comércio estaria aquecido durante esta semana, com a proximidade do início do Festival de Inverno (FIG), principal evento da cidade. A festa, que no ano passado atraiu 600 mil pessoas, foi cancelada em 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus.

> Veja o que pode funcionar no Agreste de Pernambuco a partir de segunda

Os prejuízos são grandes. De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do município, até a semana passada, 22 empresas do centro encerraram as atividades, após quatro meses sem poder atender o público.

Segundo o Sindicato dos Lojistas de Garanhuns (Sindloja), o comércio local tem 1.054 estabelecimentos. O setor emprega 6.744 pessoas, 33% dos empregos formais do município.

Agora, o tão falado "novo normal" inclui o distanciamento entre as pessoas, o uso de máscaras por funcionários e clientes, higienização constante dos ambientes, entre outros protocolos.

Um decreto do governo municipal definiu o horário das 8h às 17h para o funcionamento de óticas, lojas de materiais de construção, madeireiras, peças automotivas, eletroeletrônicas e artigos de papelaria. O horário de 9h às 18h foi fixado para o comércio de artigos de vestuário e acessórios, móveis e eletrodomésticos, além do comércio varejista em geral.

Os salões de beleza, barbearias, cabeleireiros e similares; concessionárias e serviços de locação de automóveis e de vistorias de veículos (50% dos funcionários de vendas) e construção civil (100%) podem atuar das 9h às 18h, seguindo os protocolos contra a covid-19.

Transporte

Com o retorno do comércio, voltou também a fiscalização do bilhete de estacionamento da Zona Azul. As linhas de ônibus passaram a rodar em maior quantidade.

Parques públicos

O Parque Euclides Dourado, principal do município, foi reaberto exclusivamente para atividades físicas, de segunda a sexta, das 5h às 17h. O acesso está limitado para a pista de cooper e equipamentos de flexões, abdominais e barra fixa.

Os frequentadores do parque terão temperatura aferida na entrada, e o acesso está limitado a 50% da capacidade. É preciso ainda usar máscaras.

O espaço, que geralmente recebe de 2 a 3 mil pessoas por dia, está recebendo em torno de 300. "Nós tivemos poucas pessoas, sobretudo no horário mais cedo, que tem um fluxo maior", revelou o secretário de Juventude e Esportes de Garanhuns, Carlos Eugênio.

O Parque Ruber Van Der Linden, conhecido como Pau Pombo, continua fechado.

Mais Lidas