Fiscalização

Operação Lei Seca retoma atividades em PE com novo protocolo contra coronavírus

Atividades da operação estavam paralisadas desde março e foram sendo retomadas de modo gradual

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 29/07/2020 às 12:19
NOTÍCIA
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

A Operação Lei Seca retornou às ruas de Pernambuco. A retomada ocorreu no dia 15 de julho em sua totalidade e alguns protocolos estão sendo tomados para diminuir o risco de transmissão do coronavírus (covid-19) durante as ações. Os protocolos foram estabelecidos pela Vigilância Sanitária e incluem o uso de máscaras, luvas, face shields e álcool 70%.

As atividades da operação estavam paradas desde março e foram retomadas de maneira gradativa no começo de junho. O novo protocolo estabelece que o policial ou agente de trânsito que operar o etilômetro deverá estar de máscara, óculos de proteção ou escudo facial,e luvas de procedimento.

Para o teste do bafômetro, o aparelho deve ser posto distante do operador, que deve higienizar a mão após cada procedimento. A capacidade máxima é de dez motoristas na blitz. Os veículos que fazem parte da operação, como vans e guinchos, são higienizados com saneantes desinfetantes ao término de cada blitz.

"O padrão de funcionamento da Operação Lei Seca é que todo mundo seja fiscalizado. Nesse momento de pandemia, fizemos algumas flexibilizações para evitar que as pessoas se expusessem mais, mas hoje, a qualquer sinal de dúvida, a gente oferece o teste para os condutores de veículos", explica Felipe Gondim, coordenador da OLS. Dirigir sob a influência de álcool é infração gravíssima, prevista no artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A pena para quem for flagrado é o recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), retenção do veículo e suspensão do direito de dirigir, além de multa no valor de R$ 2.934,70.

"Nesse novo formato, quando retornamos, tivemos que se adaptar a esse novo normal. Estamos cercados de cuidados, tanto com os operadores da Lei Seca, quanto com a população. Tudo de acordo com o que a Vigilância Sanitária prevê", acrescenta o coordenador da Operação Lei Seca.

Uso do álcool em gel não prejudica teste do bafômetro

De acordo com a Secretaria de Saúde de Pernambuco, o uso do álcool em gel nas mãos não prejudica o motorista durante o teste do bafômetro. Se houver alguma dúvida em relação ao resultado, o motorista pode ser submetido a um reteste.

Mais Lidas