menu

Suspeitos de integrar quadrilha de fraude ao auxílio emergencial são presos

Na chácara utilizada pelo grupo, havia estações de trabalho para aplicar os golpes

Escritório com estações de trabalho foi montado para fraudar auxílio emergencial
Escritório com estações de trabalho foi montado para fraudar auxílio emergencial (Divulgação/Polícia Federal de SP)

Uma ação da Polícia Militar de São Paulo prendeu um grupo suspeito de fazer parte de uma quadrilha de fraude ao auxílio emergencial. Ao todo, oito pessoas foram presas na última terça-feira (11). Segundo a polícia, eles mantinham uma "central da fraude" em uma chácara na zona rural de Lençóis Paulista, no interior do estado.

Ainda de acordo com a PM, havia uma espécie de escritório com 12 estações de trabalho. Foram apreendidos computadores, 24 celulares e vários chips. Na chácara havia ainda quatro carros, uma motocicleta, R$ 60 mil em espécie e R$ 26 mil em cheques, 24 cartões de bancos e recibos.

Governo avalia estender auxílio emergencial até março com valor menor

O esquema dos seis homens e das duas mulheres tinha o objetivo de capturar os CPFs e outros dados das vítimas pela internet e depois cadastrar no aplicativo da Caixa, para receber o auxílio de forma indevida.

Os suspeitos foram levados para a Delegacia da Polícia Federal de Bauru. Eles foram autuados em flagrante por estelionato majorado, com aumento de pena por tratar-se de entidade pública, e associação criminosa.

A polícia não revelou quantas fraudes teriam sido cometidas pelo grupo, mas apontou que pode se tratar de milhares. O auxílio emergencial tem os valores de R$ 600 e R$ 1.200, a depender do beneficiário.

Outro golpe

No último sábado (8), a Polícia Federal prendeu quatro angolanos que tentavam sacar o benefício usando documentos falsos. O caso ocorreu em uma agência da Caixa na zona oeste do Rio de Janeiro.

*Com informações da Folha de S.Paulo

Como devolver o auxílio emergencial

Você pode devolver o dinheiro através do site. Para isso, deve informar o número do CPF. Será gerada uma guia com o valor integral recebido. É necessário selecionar a opção de pagamento.

Se a opção escolhida for o pagamento no Banco do Brasil, é só selecionar a opção “Não sou um robô” e clicar em “Emitir GRU”.
Se você optar por pagar em outro banco, é preciso informar o endereço, de acordo com as informações pedidas após selecionar “em qualquer banco”, marcar a opção “Não sou um robô” e clicar em “Emitir GRU”.

É possível fazer o pagamento em internet banking, caixa eletrônico e guichê de caixa.