Documento

Produtoras de vacinas contra covid-19 fecham compromisso de segurança

Documento veio à tona logo após o presidente dos Estados Unidos pressionar o desenvolvimento rápido de vacinas

Pedro Augusto
Pedro Augusto
Publicado em 08/09/2020 às 15:11
NOTÍCIA
Robson Valverde/SES-SC
FOTO: Robson Valverde/SES-SC
Leitura:

Ao todo, nove empresas biofarmacêuticas assinaram um compromisso conjunto para manter “padrões éticos altos”, sugerindo que não concordam com uma aprovação prematura de vacinas contra a covid-19 pelo governo dos Estados Unidos. A determinação foi revelada na manhã desta terça-feira (08).

Dentre as empresas que firmaram o compromisso e assinaram o documento estão: AstraZeneca, BioNTech, Moderna, Pfizer, Novavax, Sanofi, GlaxoSmithKline, Johnson & Johnson e Merck.

“Nós, as empresas biofarmacêuticas que assinam esse documento, queremos deixar claro nosso compromisso em desenvolver e testar potenciais vacinas para a covid-19, de acordo com altos padrões de ética e princípios científicos sólidos”, informa o texto.

Reação

Este documento veio à tona logo após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pressionar de forma constante o desenvolvimento rápido de vacinas contra covid-19 em discursos. “Nós teremos a vacina logo, talvez até antes de uma data especial, vocês sabem de qual estou falando”, ele afirmou em referência às eleições presidenciais em novembro.

As nove empresas escreveram nesta terça-feira que pedem que “só aprovem ou autorizem o uso emergencial das vacinas após demonstrarem segurança e eficácia durante os estudos clínicos da fase 3, que são desenhados e conduzidos para atender a requerimentos de órgãos especialistas de regulamento como o FDA.”

Mais Lidas