menu

Ato cobra por melhorias na Casa Museu Mestre Vitalino

Devido a sua estrutura precária, desde o mês de março, que a Casa Museu Mestre Vitalino continua de portas fechadas

Devido a sua estrutura precária, desde o mês de março que a Casa Museu Mestre Vitalino continua de portas fechadas
Devido a sua estrutura precária, desde o mês de março que a Casa Museu Mestre Vitalino continua de portas fechadas (Esther Vitalino)

Um dos espaços culturais mais visitados em todo o estado de Pernambuco, a Casa Museu Mestre Vitalino, no Alto do Moura, em Caruaru, vem passando por dificuldades, já não é de hoje, em relação à sua estrutura física. Com o objetivo de tentar chamar a atenção da gestão pública e da população em geral para urgência no emprego de revitalizações no espaço, um ato denominado: "Salve a Casa Museu Mestre Vitalino" será realizado, nesta quarta-feira (16), a partir das 16h, com participação liberada. 

Os problemas vão desde fissuras nas paredes como nas linhas de madeira
Os problemas vão desde fissuras nas paredes como nas linhas de madeira
Divulgação

Responsável pela organização do evento, a neta do Mestre Vitalino, Esther Vitalino, criticou a suposta demora da Prefeitura de Caruaru no tocante a intervenções no local. "Por Lei, desde 1969, que a manutenção da Casa é de responsabilidade da gestão municipal. Há pelo menos dois anos que temos solicitado por providência no local, mas até agora nada saiu do papel. Inclusive, no último mês de janeiro, uma equipe de engenheiros da Fundarpe esteve fazendo vistoria no espaço e apontou o risco de desmoronamento. Entretanto, passados todos esses meses, nada foi feito por aqui!".

Devido a sua estrutura precária, desde o mês de março, quando a pandemia do novo coronavírus ganhou corpo em todo o mundo, que a Casa Museu Mestre Vitalino continua de portas fechadas. Os problemas vão desde fissuras nas paredes como nas linhas de madeira. "Estamos solicitando que os participantes deste ato venham de preto, bem como protegidos em relação ao coronavírus. De preto porque, esta manifestação, não tem nada a ver com cunho político. O que queremos é que este patrimônio, que faz parte da história de Caruaru, não desmorone causando prejuízos enormes para a cultura da cidade, do Estado e do país", argumentou Esther.

Moradora do Recife, a professora Gabriele Cunha esteve visitando, neste fim de semana, o Alto do Moura. Ela levou a sua filha para conhecer a Casa Museu, porém teve uma surpresa com a situação atual do local. "Fiquei constrangida com a não abertura da Casa devido a sua estrutura física. Este espaço é histórico, possui uma representatividade muito grande em relação a cultura pernambucana e não pode sofrer deste jeito devido a falta de investimentos".

Resposta

Por meio de nota, a Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru anunciou que dará início, nesta segunda-feira (14), às restaurações necessárias na Casa Museu Mestre Vitalino. "O espaço será sinalizado para o início dos trabalhos. O local já passou por um levantamento topográfico para efetuar o projeto de drenagem de águas pluviais, que é um dos principais problemas no terreno".

"Também já foram catalogadas todas as peças que compõe o acervo, para possibilitar o esvaziamento e retorno sem perda de material. Em relação à estrutura da casa, já foi realizado o escoramento das partes danificadas e solicitado material de reposição. A previsão de conclusão da obra é de 90 dias", complementou a nota.