Empregos

Empresa japonesa começa a ser implantada no Agreste e deve gerar 2 mil empregos em PE

Governador assinou ordem de serviço nessa quinta-feira

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 18/09/2020 às 12:52
NOTÍCIA
Divulgação/Blog do Jamildo
FOTO: Divulgação/Blog do Jamildo
Leitura:

A empresa japonesa de componentes automotivos Yazaki será instalada em Bonito, no Agreste pernambucano. O governador Paulo Câmara assinou a ordem de serviço para a implantação do canteiro de obras foi assinada nessa quinta-feira (17).

O investimento será de R$ 60 milhões e a nova unidade deve gerar dois mil empregos diretos.

A nova fábrica da multinacional será construída em um terreno de 10 hectares, ao lado da Escola Técnica Célia de Souza Arraes de Alencar. A unidade terá 21 mil metros quadrados e as instalações devem ser compostas por mais de 90% de trabalhadores locais.

O presidente da Yazaki Mercosul, Lázaro Figueiredo, acredita que a chegada da empresa contribuirá para o crescimento da economia da região: “A chegada da Yazaki Mercosul ao Agreste pernambucano possibilitará à região um crescimento econômico local sem precedentes. Contribuindo para que, futuramente, novas empresas vejam em Bonito o potencial para se tornar também um importante polo fabril para o Estado”.

De acordo com informações do governo estadual, já foram atraídos mais de R$ 11 bilhões em investimentos privados e mais de 13,6 mil vagas formais foram geradas desde que a Fiat Chrysler foi inaugurada em Goiana, no ano de 2015.

Bonito pode se tornar referência para região

“Bonito hoje, com certeza, entra em uma nova etapa com a chegada dessa empresa, que vai compor o polo automotivo de Pernambuco. Um grupo com o porte da Yazaki, que tem uma experiência mundial na fabricação de componentes eletrônicos, vai dar uma nova visão, uma visão da economia do futuro, da mão de obra qualificada, de realmente fazer diferença na qualidade de vida e no crescimento profissional das pessoas daqui do Agreste. Bonito vai ser uma referência para a região a partir do momento em que chega uma empresa desse porte, de um ramo novo”, disse o governador Paulo Câmara.

Mais Lidas