Decisão

Ministério questiona relaxamento de prisão de envolvidos em briga de bar

MPPE enviou ao juiz responsável um parecer em que questiona a decisão de soltura dos policiais

Equipe NE 10 Interior
Equipe NE 10 Interior
Publicado em 25/09/2020 às 11:59
NOTÍCIA
Divulgação/PM
FOTO: Divulgação/PM
Leitura:

Por decisão do juiz Ernesto Bezerra Cavalcanti, da 1ª Vara do Tribunal do Júri do Recife, divulgada na última quarta-feira (23), houve a concessão do relaxamento de prisão concedida ao major da Polícia Militar José Dinamérico Barbosa da Silva Filho e o policial Ricardo de Queiroz Costa. A decisão foi questionada pelo Ministério Público de Pernambuco.

De acordo com nota divulgada pelo MPPE, na mesma data em que o TJPE atendeu à solicitação da defesa dos acusados, enviou ao juiz responsável um parecer em que questiona a decisão de soltura dos policiais.

Segundo a decisão da Justiça, as prisões preventivas dos acusados se tornaram ilegais por inobservância quanto aos prazos de conclusão do inquérito e do oferecimento da denúncia.

Caso

De acordo com as investigações da Polícia Civil, ambos os acusados se envolveram em briga de bar, no mês passado, num bar de Boa Viagem, no Recife. Durante a confusão, vários tiros foram efetuados, com o saldo de dois mortos e cinco feridos.

Mais Lidas