Educação

Professores da rede estadual de Pernambuco decretam estado de greve

Categoria realizou uma assembleia nessa quinta-feira

Marília Pessoa
Marília Pessoa
Publicado em 25/09/2020 às 8:57
NOTÍCIA
SIMPERE/DIvulgação
FOTO: SIMPERE/DIvulgação
Leitura:

Os professores da rede estadual de ensino de Pernambuco decidiram, durante uma assembleia do Sindicato de Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) nessa quinta-feira (24), decretar greve e não retornar às aulas presenciais. As escolas terão abertura liberada a partir de 6 de outubro deste ano.

A assembleia teve a participação de mais de mil professores e ocorreu após uma reunião com o secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amancio.

"A primeira medida é o posicionamento de não retornar às atividades presenciais. Vamos divulgar uma nota esclarecendo nossa posição. Junto à assessoria jurídica, vamos ver os melhores caminhos para ações na justiça. Também decretamos estado de greve e mantivemos a decisão de continuar o diálogo com o governo", disse o presidente do Sintepe, Fernando Melo.

De acordo com o sindicato, será realizado uma nova assembleia na tarde da próxima quarta-feira (30).

Leia a nota do Sintepe na íntegra:

"Em Assembleia Geral virtual realizada na tarde desta quinta-feira, 24 de setembro de 2020, Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação, representados pelo Sintepe, aprovaram os seguintes encaminhamentos:
1. Não retornar às atividades presenciais na rede estadual de ensino
2. Divulgar amplamente o parecer da Rede Solidária em Defesa da Vida contra o retorno às aulas presenciais no Estado de Pernambuco
3. Entrar com ação jurídica contra o retorno às atividades presenciais na rede estadual de ensino
4. Estado de Greve
5. Participar de reunião com a Secretaria de Educação na próxima segunda-feira, 28 de setembro
6. Realizar mais uma Assembleia Geral virtual na quarta-feira, 30 de setembro às 14h30.
O Sintepe solicita que Trabalhadores/as em Educação de demais interessados/as acompanhem às redes sociais do Sindicato para permanecerem informados."

Volta às aulas presenciais

No dia 21 de setembro, o Governo do Estado confirmou a retomada das aulas presenciais para o Ensino Médio. Para tal autorização, o governo, através da Secretaria Estadual de Saúde, avaliou o processo de reabertura de unidades de ensino de vários países, cujo os resultados foram considerados satisfatórios.

"Esta decisão foi tomada depois de análise dos números da pandemia no Estado e das experiências de alguns países, que já retomaram suas aulas durante este período e apresentaram bons resultados. Mas, é importante reforçar que este retorno neste momento é apenas para o Ensino Médio e acontece em caráter opcional, ficando a critério dos pais ou responsáveis decidirem se os estudantes voltam ou não para as aulas presenciais neste momento", observou o secretário estadual de Educação e Esportes, Fred Amancio.

Conforme autorização do Governo do Estado, nesta etapa inicial de retomada das aulas presenciais para o Ensino Médio, se encontram aptas a retornar as atividades, a partir do próximo dia 6 de outubro, as turmas do 3º ano. Já no dia 13 de outubro estão autorizadas a ter aulas presenciais, as turmas do 2º ano enquanto no dia 20, as das turmas do 1º ano.

Mais Lidas