Educação

Professores da rede privada de Pernambuco decretam estado de greve

Eles são contra a decisão do Governo, que permite o retorno das aulas presenciais para estudantes do ensino médio, a partir do próximo dia 6 de outubro

NE 10 Interior
NE 10 Interior
Publicado em 30/09/2020 às 14:43
NOTÍCIA
Felipe Ribeiro/ JC Imagem
FOTO: Felipe Ribeiro/ JC Imagem
Leitura:

Durante assembleia virtual realizada pelo Sindicato dos Professores de Pernambuco (Sinpro-PE), na manhã desta quarta-feira (30), professores da rede privada do Estado decidiram entrar em estado de greve. Eles são contra a decisão do Governo de Pernambuco, que permite o retorno das aulas presenciais para estudantes do ensino médio, a partir do próximo dia 6 de outubro.

Desde o último mês de março que as unidades educacionais tanto de rede público como da partícula vem operando no regime remoto devido à pandemia do novo coronavírus.

“Após amplo debate com a categoria, decidimos por decretar estado de greve, como também uma ação jurídica contrária ao retorno das aulas presenciais. Essa foi a decisão amparada em 95% dos presentes na assembleia, que se colocam de acordo com a manutenção das aulas remotas e contrário ao retorno das aulas presenciais”, comentou o presidente do Sinpro-PE, Helmilton Bezerra.

Até o fechamento desta matéria, não estava prevista uma nova rodada entre a categoria. Já que ainda se encontram em estado de greve, as atividades dos docentes não estão suspensas.

Relembre a decisão do Governo

Durante coletiva de imprensa realizada, na tarde do dia 21 de setembro, no Recife, o Governo do Estado confirmou a retomada das aulas presenciais para o Ensino Médio. Para tal autorização, o governo, através da Secretaria Estadual de Saúde, avaliou o processo de reabertura de unidades de ensino de vários países, cujo os resultados foram considerados satisfatórios.

Conforme autorização do Governo do Estado, nesta etapa inicial de retomada das aulas presenciais para o Ensino Médio, se encontram aptas a retornar as atividades, a partir do próximo dia 6 de outubro, as turmas do 3º ano. Já no dia 13 de outubro estão autorizadas a ter aulas presenciais, as turmas do 2º ano enquanto no dia 20, as das turmas do 1º ano.
Normas

Para retornar às atividades presenciais, as escolas terão de seguir as normas estabelecidas no protocolo setorial da Educação, do Governo do Estado, respeitando as orientações sobre distanciamento social, as medidas de proteção e prevenção, bem como as de monitoramento e orientações. O retorno dos alunos é opcional e no caso dos menores de idade, a decisão será dos pais ou responsáveis no que diz respeito ao período de retorno.

Mais Lidas