Economia

Pernambuco e Caruaru têm saldos positivos na geração de empregos

No último mês de agosto, ao todo, 12.714 postos de trabalho foram gerados em PE já em Caruaru, 541

Pedro Augusto
Pedro Augusto
Publicado em 01/10/2020 às 11:17
NOTÍCIA
Marcello Casal Jr./Agência Brasil
FOTO: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Leitura:

De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), pelo segundo mês seguido, o estado de Pernambuco contabilizou balanço positivo em relação ao quantitativo de admissões e demissões. No último mês de agosto, ao todo, 12.714 postos de trabalho foram gerados em PE com um crescimento no volume de empregos de 130% em comparação com julho.

Em números reais houve o preenchimento de 5.517 postos de trabalho no intervalo de apenas 30 dias. Segundo o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, o bom desempenho é reflexo da retomada da economia estadual após o período mais crítico da pandemia do novo coronavírus.

“Priorizamos a vida e, agora, estamos voltando com segurança ao trabalho. Esse período do ano ainda nos dá mais expectativa porque a atividade na indústria da cana-de-açúcar volta a ser retomada e estamos chegando perto do 13º, que aquece o comércio. As Agências do Trabalho, na primeira semana de reabertura para o trabalhador, com pré-agendamento online, ofereceram 200 vagas de emprego, e, na segunda semana, já subiu para 400”.

Em contrapartida, no acumulado deste ano, Pernambuco registrou aproximadamente 218 mil admissões e 267 mil desligamentos.

Caruaru

Assim como o Estado, Caruaru, no Agreste pernambucano, também computou crescimento na geração de empregos no intervalo de julho e agosto. Se no primeiro mês foram preenchidas 415 vagas, no segundo, 541 postos de trabalho formais foram criados.

Por outro lado, no acumulado do ano, o cenário ainda e de desemprego, notadamente, a partir da pandemia, onde até o momento, Caruaru acumula perdas no seu estoque de empregos de aproximadamente 2.900 postos de trabalho.

Mais Lidas