menu

Presos fazem protesto, mas governo nega saídas temporárias

Durante a ação, os reeducandos subiram ao telhado da unidade com faixas cobrando o cumprimento de lei

Durante a ação, os reeducandos subiram ao telhado da unidade com faixas cobrando o cumprimento de lei
Os reeducandos subiram ao telhado da unidade com faixas cobrando o cumprimento de lei (Reprodução/NE10 Interior)

Com o objetivo de solicitar a execução de saídas temporárias, detentos do regime semiaberto da Penitenciária Agroindustrial São João (PISJ), em Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife, fizeram protesto, na tarde da quarta-feira (30). Durante a ação, os reeducandos subiram ao telhado da unidade com faixas cobrando o cumprimento de lei.

Entretanto, por meio de nota, o Governo do Estado afirmou que não vai permitir as saídas temporárias por causa do risco ainda eminente de contágio pelo novo coronavírus (covid-19).

No texto, o governo informou que desde o início da pandemia “vem tomando diversas medidas de enfrentamento à covid-19 a fim de preservar a saúde de pessoas privadas de liberdade, familiares e servidores públicos do sistema prisional de Pernambuco, entre elas, a suspensão das saídas temporárias e redução no horário de visitas”.

Visitas virtuais

Através da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), o Governo de Pernambuco também ressaltou que o movimento foi pacífico. “Governo nega saídas temporárias, mas permanece à disposição dos familiares as visitas virtuais", finalizou a nota.