menu

Outubro Rosa: Exemplos de superação na batalha contra o câncer de mama

Durante este período de Outubro Rosa, milhares de mulheres têm a possibilidade de ter acesso a serviços de diagnósticos, bem como a tratamentos

Durante este período de Outubro Rosa, milhares de mulheres têm a possibilidade de ter acesso a serviços de diagnósticos, bem como a tratamentos
Durante este período de Outubro Rosa, milhares de mulheres têm a possibilidade de ter acesso a serviços de diagnósticos, bem como a tratamentos (Reprodução/NE10 Interior)

Há pelo menos 30 anos que outubro é considerado o mês de prevenção ao câncer de mama. A iniciativa surgiu nos Estados Unidos, em meados de 1990, e desde então, tem sido aplicada em vários países do mundo, inclusive no Brasil. Através do Outubro Rosa, milhares de mulheres têm a possibilidade de ter acesso a serviços de diagnósticos, bem como a tratamentos reduzindo a mortalidade feminina.

Entretanto, ainda nos tempos de hoje, o diagnóstico de câncer de mama ainda se faz presente em larga escala não só no Brasil, mas também em demais nações espalhadas pelo planeta. Se milhares não conseguem resistir à agressividade da doença, outros milhares de mulheres também acabam superando o câncer de mama vencendo as batalhas pela vida.

Exemplo disso é a pedagoga Sandra Gonçalves, que em 2017 foi diagnosticada com a doença, porém conseguiu vencer a enfermidade. “Quando recebi a notícia, não conseguia nem chorar. Na medida em que a médica ia me falando sobre as reações durante o tratamento passou um filme na cabeça sobre toda a minha vida”, relembrou Sandra.

Após se submeter a 16 sessões de quimioterapia, 28 de radioterapia e uma mastectomia da axila e da mama, a pedagoga venceu a batalha contra o câncer de mama. “Posso dizer, depois de três anos, que eu tive câncer. Tive um apoio espiritual muito grande durante o tratamento o que vem me fortalecendo ainda nos tempos de hoje”.

Outro caso

O câncer de mama é tipo de tumor mais frequente entre mulheres do país e do mundo. Em 2015, a comerciante Ligivânia Ferreira foi diagnosticada com a doença. Numa mastectomia, ela acabou retirando as duas mamas, porém o procedimento foi bem sucedido e, hoje, ela é um exemplo de cura.

“Quando descobri foi um choque. Não esperava! O nódulo só estava numa mama, porém já fiz a retirada da outra, bem como a reconstrução. Fiz 16 sessões de quimioterapia e 28 de radioterapia. Esse encontro promovido pela TV Interior com a Sandra é muito legal e gratificante por ter a oportunidade de conhecer mais história de superação”, destacou Ligivânia.

“Recomeçar a vida com bons exemplos, assim como o da Ligivânia, é um espelho importante durante a etapa longa de tratamento”, complementou Sandra.

Veja vídeo

Bons exemplos de superação na batalha contra o câncer de mama

  • 06/10/2020 15:25