Internacional

Ex-carcereiros são suspeitos de torturar detentos usando a música 'Baby Shark'

Canção infantil era tocada por horas em um volume alto dentro de uma sala da prisão

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 09/10/2020 às 9:35
NOTÍCIA
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

Dois ex-carcereiros e o supervisor deles são suspeitos de contravenção e crueldade por forçarem detentos a ficarem algemados ouvindo a música infantil "Baby Shark" durante horas em uma prisão de Oklahoma, nos Estados Unidos, nessa segunda-feira (5).

De acordo com o jornal The Oklahoman, investigadores disseram que pelo menos quatro detentos teriam sido vítimas entre novembro e dezembro do ano passado. A música tocava em um volume alto repetidas vezes em uma sala separada.

Os suspeitos deixaram os cargos durante uma investigação interna na unidade prisional e um deles se aposentou. Eles foram identificados com a ajuda de câmeras de segurança.

Segundo denúncia, a prática impôs um "estresse emocional indevido aos presos".

Sobre a música

A canção “Baby Shark” faz muito sucesso entre as crianças e o vídeo no Youtube já acumula mais de 6,5 bilhões de visualizações na plataforma.

*Informações do Extra

Mais Lidas