menu

Operação Nossa Senhora Aparecida 2020 é iniciada pela PRF

Expectativa é de que haja um aumento na movimentação das rodovias que cortam o estado de Pernambuco

 Expectativa é de que haja um aumento na movimentação das rodovias que cortam o estado de Pernambuco
Expectativa é de que haja um aumento na movimentação das rodovias que cortam o estado de Pernambuco (Divulgação)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou, nesta sexta-feira (9), a Operação Nossa Senhora Aparecida 2020, que busca promover a segurança viária e a fluidez nas rodovias federais de Pernambuco. O reforço na fiscalização e nas ações de policiamento segue até a meia-noite desta segunda-feira (12), no intuito de reduzir a violência no trânsito durante o feriado.

Com a reabertura das praias e a retomada do comércio no litoral, a expectativa é de que haja um aumento na movimentação na BR 101 Norte, que leva a Itamaracá, Pontas de Pedra e Catuama, além da BR 101 Sul, que dá acesso a Porto de Galinhas, Muro Alto e Tamandaré. As BRs 232 e 104, que levam ao Agreste, e as rodovias 428 e 407, que cortam o Sertão, também devem ter um acréscimo no tráfego de veículos.

No ano passado, o feriado foi no sábado, mas a estimativa da Concessionária Rota do Atlântico para este ano é de que cerca de 70 mil veículos circulem entre sexta e segunda-feira, em direção ao Litoral Sul.

Infrações graves

O foco da fiscalização está em infrações graves, como as ultrapassagens em local proibido, que podem ocasionar colisões frontais, embriaguez ao volante e a falta de dispositivos de segurança, como capacete, cinto de segurança e cadeirinha. Cabe ressaltar que o equipamento de retenção para crianças deve respeitar a idade e o peso contido no manual do fabricante.

Até um ano de idade, deve-se utilizar o bebê-conforto, de costas para o motorista; de um a quatro anos, a cadeirinha, e de quatro a sete anos e meio, o assento de elevação. Crianças de até dez anos devem ser transportadas no banco de trás do veículo, com o cinto de segurança.

As ações de combate ao crime contam com o apoio do Setor de Operações Especializadas, além dos Grupos de Patrulhamento Tático e de Motociclistas da PRF. O policiamento ostensivo visa evitar assaltos, receptação de veículos roubados, porte ilegal de arma, tráfico de drogas e contrabando de mercadorias.