Internacional

Com avanço da covid-19, Inglaterra tem bares fechados e hospitais reativados

Mais de 42.800 novas mortes foram computadas, bem como 618.000 casos positivos da doença foram confirmados

Laís Milena
Laís Milena
Publicado em 13/10/2020 às 12:32
NOTÍCIA
Reprodução/Facebook
FOTO: Reprodução/Facebook
Leitura:

As autoridades britânicas decidiram fechar bares e reativar três hospitais de campanha, nesta segunda-feira (13), na Inglaterra, devido à nova onda de contágios pelo novo coronavírus. De acordo com reportagem da AFP, mais de 42.800 novas mortes foram computadas, bem como 618.000 casos positivos da doença foram confirmados, nos últimos dias, neste país europeu. 

Com o objetivo de conter um confinamento geral, o governo conservador decretou restrições locais que agora afetam em torno de 25% da população britânica, especialmente no Norte.

Depois de liderar uma reunião de crise, o primeiro-ministro Boris Johnson apresentou aos parlamentares um novo sistema de alerta de três níveis - "médio", "alto" e "muito alto" -, supostamente para simplificar a atual colcha de retalhos de restrições para a Inglaterra. As outras nações são competentes para aplicar seu próprio dispositivo.

"Sei como é difícil, mas não podemos deixar o serviço nacional de saúde na mão quando há vidas em risco", defendeu o primeiro-ministro conservador, diante da insatisfação de parte de seu campo político.

"Não é assim que queremos viver, mas é o caminho estreito que devemos traçar entre o dano socioeconômico de um confinamento total e o custo econômico de uma epidemia descontrolada", justificou.

Alerta

Inglaterra tem bares fechados e hospitais reativados e as autoridades de saúde britânicas alertaram para a situação preocupante dos hospitais. O número de pessoas hospitalizadas com Covid-19 na Inglaterra é agora maior do que quando o confinamento foi declarado no final de março.

Informações da AFP

Mais Lidas