menu

Dona de casa faz relato após descobrir câncer de mama durante amamentação: "100% fé"

Ela segue fazendo o tratamento com quimioterapia

Juliana Vila Nova e os filhos pequenos
Juliana Vila Nova e os filhos pequenos (Reprodução/TV Jornal Interior)

A dona de casa Juliana Vila Nova, 34 anos, ficou surpresa ao descobrir que estava com um nódulo na mama. Na família não há histórico de câncer, e ela passou por momentos difíceis ao esperar o resultado da biópsia.

"Foi de repente, eu estava boazinha e acontece [isso]. Nesse momento de angústia, eu senti a presença de Deus e ele disse a mim: 'vai passar e eu vou estar com você o tempo todo'", contou.

Após o diagnóstico de câncer de mama, Juliana começou o tratamento de quimioterapia com aplicação de injeções. Ela passou por duas cirurgias, uma delas para a retirada da mama direita.

No início do tratamento, houve muito sofrimento, com dores, enjoos e cansaço. Mesmo assim, pensando nos filhos pequenos, encontrava forças para continuar lutando, mesmo com as indisposições.

"É muita força de vontade, você que define o que vai querer. É muito você querer sair da situação. 100% fé, senão você não consegue chegar a lugar nenhum", orienta.

Dona de casa faz relato após descobrir câncer de mama durante amamentação: "100% fé"

  • 15/10/2020 15:36
A dona de casa Juliana Vila Nova, 34 anos, ficou surpresa ao descobrir que estava com um nódulo na mama. Na família não há histórico de câncer, e ela passou por momentos difíceis ao esperar o resultado da biópsia. 6 minutos e 14 segundos

Prevenção

O médico oncologista Selém Brandão explica que durante o período de amamentação, é comum existir uma dilatação dos ductos mamários. Às vezes a mama fica endurecida por causa da dilatação.

Mesmo assim, é preciso que a mulher fique atenta à modificação da mama. "Se existir uma área mais endurecida que permaneça endurecida, se existir um abolamento que só cresça, se existir linfonodos, gânglios na axila que continuem crescendo mesmo com o passar dos dias, é um sintoma de alerta, e mesmo durante a gestação e/ou amamentação, nós temos que alertar essas pacientes para que elas procurem um médico", orientou.