menu

Veja cinco cinco doenças que cachorros podem detectar em humanos

Cada vez mais, os cachorros têm sido protagonistas de estudos científicos no que se refere a percepção de doenças nos humanos

Cães são usados durante estudo
cada vez mais, os cachorros têm sido protagonistas de estudos científicos no que se refere a percepção de doenças nos humanos (Pixabay)

Devido a sua natureza farejadora e o seu olfato apurado, cada vez mais, os cachorros têm sido protagonistas de estudos científicos no que se refere a percepção de doenças nos humanos. A revista Casa e Jardim enumerou cinco exemplos nos quais, pesquisadores já conseguiram encontrar indícios de que o melhor amigo do homem tem habilidades imprevistas perante enfermidades. 

Veja doenças que cachorros podem detectar em humanos.

Confira

1. Malária

Em 2018, um estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Durham, no Reino Unido, encontrou evidências de que os cães podem detectar a presença do parasita no corpo humano apenas ao cheirar meias usadas. Mais especificamente, cães da raça Labrador passaram por meses de treinamento e, mesmo que os pacientes não tenham apresentado sintomas, os animais foram capazes de apontar a doença com 70% de precisão.

2. Câncer de próstata

Em 2015, especialistas italianos treinaram dois pastores alemães para detectar químicos associados ao câncer de prostata por meio de amostras de urina. A precisão dos acertos foi de 90%. O estudo foi liderado por especialistas do Centro Clínico e de Pesquisa Humanitas, em Rozzano, na Itália.

3. Diabetes

No Reino Unido, a organização sem fins lucrativos Hypo Hounds é especializada em treinar cães para detectar o nível de glicose no sangue de pacientes diabéticos apenas com o olfato. O diagnóstico pode ser mais rápido que um monitor de glicose, uma vez que os animais podem perceber o pico de açúcar no sangue por meio da respiração do dono ou de seu suor.

4. Parkinson

Ainda não se sabe exatamente quais compostos farejáveis associados ao Parkinson que os cães podem reconhecer. Porém, em 2017, pesquisadores da Universidade de Manchester, no Reino Unido, comprovaram que os pets podem identificar o distúrbio apenas ao cheirar a pele de alguém. Inclusive, durante os testes, um participante foi diagnosticado por um cão antes mesmo de apresentar sintomas clínicos.

5. Câncer de mama

Também no Reino Unido, cães têm sido treinados pelo Serviço de Saúde Nacional, na região de Buckinghamshire, para reconhecer câncer de mama. Os cientistas acreditam que os pets podem detectar a doença por meio da respiração, o que facilitaria o diagnóstico antecipado.

Com informações da Casa e Jardim