Casa

Chef dá dicas para economizar gás de cozinha

Na hora de cozinhar, é possível fazer economia

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 02/11/2020 às 11:13
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

O gás de cozinha aumentou pela oitava vez este ano, e o valor alto faz com que as famílias precisem economizar na hora de produzir alimentos. O GLP ficou 5% mais caro para as distribuidoras, reajuste que é repassado para os consumidores. O preço médio do botijão de gás de 13 quilos é de R$ 70, e pode chegar até R$ 74.

O economista Renato Chaves explica as razões do aumento: "Você tem o aumento do preço internacional do barril do petróleo, dada a volta da produção econômica mundial e tem o aumento do dólar aqui dentro, que está sempre acima de R$ 5,50 já fazem alguns dias. Isso tem pressionado o índice de inflação".

A empresária Luciana Brant mora com o marido e as três filhas, além de ter uma funcionária, e precisa pensar em formas de economizar. Ela costuma fazer o almoço uma vez na semana e armazenar as porções. Na hora de assar um bolo, faz cupcakes para ocupar o resto do espaço do forno. "Tudo está aumentando em geral, e tudo pesa [no bolso]", conta.

Dicas

De acordo com a chef Fabiana Colasso, há várias formas de economizar o gás. É possível, por exemplo, ferver a água de uma vez só para cozinhar arroz, macarrão e outros alimentos. Outra ideia é aproveitar o forno para fazer mais de uma receita de uma vez. "O feijão pode ser colocado de véspera na água para evitar um desperdício ainda maior do gás. A gente pode utilizar também a panela de pressão. Quando pegar pressão, pode economizar diminuindo a chama, ele vai cozinhar sem precisar gastar tanto gás", explica.

Outra orientação é deixar as janelas e portas fechadas para evitar desperdício. Também é necessário fazer periodicamente uma manutenção no forno e ficar atento à mangueira que leva o gás ao fogão, para não haver gastos.

Mais Lidas