Chuvas

Após chuvas, equipes da prefeitura e voluntários tentam conter danos em Sanharó

Família ficaram desabrigadas e a lama invadiu diversos locais

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 04/11/2020 às 12:03
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

As chuvas que atingiram Sanharó, no Agreste pernambucano, durante o início desta semana deixaram 1200 pessoas desalojadas. Segundo a Defesa Civil, por conta da chuva forte, duas casas no Bairro Boa Esperança foram destruídas, além de passagens molhadas, tubulação e calçamento. Danos também foi registrados em três escolas.

Foi formado um mutirão para ajudar as pessoas nos bairros Padre Noval, Salgado e Boa Esperança.

Coordenado pela caritas diocesana de Pesqueira, o mutirão reúne doações de alimentos não perecíveis, água mineral, roupas, colchões e lençóis. Voluntários levam os produtos para comunidades alagadas, com maior necessidade e de materiais de limpeza, alimentos e colchões.

> Chuva deixou cerca de 300 desabrigados em Sanharó, no Agreste

> Apac renova aviso de chuvas fortes no Sertão pernambucano

> Chuvas fortes provocam estragos em cidades do Agreste e Sertão; veja vídeos

Além disso, equipes da secretaria de assistência social e voluntários estão preparando as três refeições do dia para famílias desalojadas.

O munícipio recebeu a equipe da codecipe, a Defesa Civil de Pernambuco, para fazer o levantamento dos danos. A prefeitura aguarda uma resposta do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Carros pipas estão no local para retirar a lama das ruas.

Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), choveu 30 vezes mais o volume normal para esta época do ano no local.

Veja fotos:

Mais Lidas