Imunização

OMS: vacinação contra covid-19 só deve ocorrer entre março e abril na América Latina

Primeiras doces da vacina chegaram ao Brasil nessa quinta-feira (19)

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 20/11/2020 às 11:45
NOTÍCIA
Divulgação/Governo de SP
FOTO: Divulgação/Governo de SP
Leitura:

O vice-diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), Jarbas Barbosa, afirmou que a vacinação contra a covid-19 só será possível na América Latina e no Caribe entre março e maio de 2021.

De acordo com ele, a vacinação deverá ocorrer através do mecanismo da iniciativa global Covax, e a aplicação será em etapas. "Em termos realistas, acreditamos que teremos vacinas para entregar aos países no primeiro semestre de 2021. Pensamos em março, abril ou maio", declarou.

A Opas estima que a imunização de 20% da população dessas áreas deve custar mais de US$ 2 bilhões.

Alguns laboratórios já estão enviando doses da vacina para os países, como o Brasil. Apesar disto, a prioridade será imunizar os profissionais de saúde.

Chegada da Coronavac

Nessa quinta-feira (19), as primeiras doses da vacina Coronavac chegaram ao Brasil, através da farmacêutica chinesa Sinovac Biotech. Foram 120 mil doses das 6 milhões que devem chegar até o fim do ano no país.

Além das doses, também devem chegar matéria-prima para que se possa fazer mais 40 milhões de doses no Instituto Butantan.

A produção das vacinas, assim como a vacinação da população dependem do resultados dos estudos e testes para comprar a eficácia. Também é preciso esperar o registro da Anvisa para a vacina.

Mais Lidas