Crime

Delegado diz que idosa se sentia culpada por agressões do neto

Homem foi preso por agredir avó de 76 anos

Equipe NE10 Interior
Equipe NE10 Interior
Publicado em 23/11/2020 às 11:27
NOTÍCIA
Reprodução de vídeo
FOTO: Reprodução de vídeo
Leitura:

O delegado Felipe Santoro, titular da 13ª Delegacia de Polícia (Ipanema), que também responde pela 14ª DP (Leblon), disse ao jornal O Globo que Maria Stella Vasconcellos da Silva, 76 anos, se sentia culpada pelas agressões do neto, Mateus da Luz, 21, preso no último sábado (12).

O suspeito aparece em um vídeo jogando água sobre a cabeça da idosa no elevador do prédio de classe média alta em que moram. Ele também dá socos no painel do elevador. O vídeo foi registrado na última quinta-feira (19), mas a violência já era observada por vizinhos e funcionários do prédio.

"Ela se sentia culpada pelas agressões e temia represálias, caso ambos retornassem à mesma residência. Contudo, Mateus da Luz confessou, friamente, que praticava os fatos e alegou que tudo isso ocorria por culpa da avó, que não vinha lhe dando suporte financeiro. Inclusive, narrou que apagava cigarros na pele da idosa", detalhou o delegado.

Santoro afirmou que a idosa tentou inocentar o neto porque tinha medo de sofrer mais agressões. Ela chegou a dizer que os ferimentos que tem pelo corpo foram provocados por um cachorro. O suspeito tem vários registros junto à polícia, tanto como adulto como adolescente infrator. Os crimes envolvem dano, ameaça, lesão corporal e injúria.

Um laudo realizado pelo Sanatório do Rio de Janeiro revela que Mateus passou 20 dias no local para tratar de dependência química, em 2017.

A idosa receberá acompanhamento psicológico e o caso segue sob investigação.

Veja o vídeo:

*Com informações do jornal O Globo

Mais Lidas