Eleições 2020

Seis prefeitos eleitos de Pernambuco podem não ser diplomados; Veja nomes

Eles tiveram as suas candidaturas indeferidas com recurso pelo TRE-PE

NE 10 Interior
NE 10 Interior
Publicado em 02/12/2020 às 16:28
NOTÍCIA
Reprodução/Facebook
FOTO: Reprodução/Facebook
Leitura:

De acordo com levantamento do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), concluído nessa terça-feira (02), os candidatos mais votados a prefeito de 15 cidades do Estado apresentaram alguma falha no registro de suas candidaturas na Justiça Eleitoral e, por isso, estão sub judice. As informações são do Jornal do Commercio.

Deste montante, os que estão com a situação mais complicada são os seis que tiveram as suas candidaturas indeferidas com recurso pelo TRE-PE e que provavelmente não vão ser diplomados este mês e nem tomar posse em janeiro, caso a situação deles permaneça a mesma na Justiça Eleitoral.

Eles são considerados não eleitos pelo site da Justiça Eleitoral. O restante provavelmente vai ser diplomado e tomar posse a não ser que ocorra alguma decisão contrária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a instância máxima da Justiça Eleitoral. Todos os 15 já tiveram a sua situação julgada pela primeira instância (o juiz eleitoral) e a segunda, o TRE-PE. A diplomação dos prefeitos eleitos vai acontecer entre os dias 16 e 18 deste mês.

Os candidatos que estão com as suas candidaturas indeferidas com recurso não vão ser diplomados, porque o TSE publicou a resolução de nº 23.632, no ano passado, não permitindo a diplomação dos eleitos que apresentarem o registro indeferido pela Justiça eleitoral.

Nomes

Os prefeitos eleitos que estão com o registro indeferido com recurso - considerados não eleitos - são os mais votados de Capoeiras (Luiz Claudino de Souza-PL), Ilha de Itamaracá (Paulo Batista Andrade- Republicanos), Palmares (José Bartolomeu de Almeida Melo Júnior- PP ), Palmeirina (Severino Eudson Catão Ferreira-MDB), Tuparetama (Domingos Sávio da Costa Torres- PTB) e Pesqueira, Marcos Luidson de Araújo, do Republicanos, conhecido como Cacique Marquinhos.

Este grupo provavelmente não vai ser diplomado, porque a decisão do TSE, que poderia mudar a situação deles, teria que sair nos próximos 15 dias, já que a diplomação ocorrerá entre os dias 16 e 18 deste mês.

Leia matéria completa do Jornal do Commercio

Mais Lidas