Cultura

Dona Menininha do Alfenim, de Agrestina, se torna Patrimônio Vivo de PE

Atualmente com 93 anos, Dona Menininha é um dos orgulhos dos agrestinenses

Equipe NE 10 Interior
Equipe NE 10 Interior
Publicado em 04/12/2020 às 16:35
NOTÍCIA
Reprodução/NE10 Interior
FOTO: Reprodução/NE10 Interior
Leitura:

O XV Concurso do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco elegeu, nesta sexta-feira (04), seis novos Patrimônios Vivo do Estado, dentre eles, Dona Menininha do Alfenim (Doceira de Agrestina), no Agreste pernambucano. 

Além dela, também foram eleitos: Mestra Ana Lúcia (Coco-Olinda); Clube Carnavalesco Misto Elefante de Olinda (Frevo-Olinda); Grupo Cultural e Religioso Guardiões(ãs) de São Gonçalo de Itacuruba (Dança de São Gonçalo-Itacuruba); J. Michelis (Frevo-Olinda), além das Pretinhas do Congo (Cultura Negra-Goiana).

A eleição ocorreu durante reunião virtual do Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (CEPPC), com a presença do secretário de Cultura, Gilberto Freyre Neto. Com os novos eleitos, Pernambuco agora conta com 69 Patrimônios Vivos titulados.

“A escolha dos novos Patrimônios Vivos de Pernambuco reforça ainda mais o conjunto de ações de valorização dos nossos mestres, mestras e grupos tradicionais e detentores do saber, que se constituem um dos principais eixos da política pública de cultura do nosso Estado”, coloca o presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, que também esteve participando da eleição.

Dona Menininha do Alfenim

O alfenim que era vendido na Feira de Caruaru, hoje Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, era advindo de Agrestina, que é detentora da tradição centenária de produção de Alfenim. O açúcar com alma de gente, como bem definiu em poesia o autor Claribalte Passos, era moldado pelas mãos habilidosas da mãe de Cazuza, Maria Belarmina, conhecida como Dona Menininha do Alfenim. Hoje, com 93 anos de idade.

Bolsa Mensal

Os escolhidos passam a receber o diploma do Governo de Pernambuco com o título de “Patrimônios Vivos de Pernambuco” além de uma bolsa mensal vitalícia no valor de R$ 1.600,00 (no caso de pessoa física) e R$ 3.200,00 (quando for grupo, entidade, agremiação ou associação).

Mais Lidas