Vacina

Funcionários dizem que Anvisa 'não serve aos interesses de governos'

Os servidores da agência publicaram uma carta afirmando que atuam com base em princípios científicos

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 11/12/2020 às 8:16
NOTÍCIA
Robson Valverde/SES-SC
FOTO: Robson Valverde/SES-SC
Leitura:

Os funcionários da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicaram uma carta aberta nesta sexta-feira (11) afirmando que não servem "aos interesses de governos, de pessoas, de organizações ou de partidos políticos". O documento foi publicado pela Associação dos Servidores da Anvisa (Univisa) e afirma ainda que os servidores atuam com base em critérios científicos. 

A carta divulgada pela Anvisa reforça que o trabalho técnico e científico está acima de qualquer pressão. "Pressões externas são inerentes ao trabalho desenvolvido por nós, servidores da Anvisa, mas o trabalho técnico está acima de qualquer pressão", afirma o documento.

A agência está em meio a uma disputa política que foi provocada pela corrida para a aquisição das vacinas contra a Covid-19. A Anvisa foi colocada no meio de um impasse político entre o governador de São Paulo, João Doria, e o presidente Jair Bolsonaro, que discordam com relação aos prazos e a liberação das vacinas.

Uso emergencial da vacina

Uma decisão liberada pela Diretoria Colegiada da Anvisa na última quinta-feira (10), foi aprovada uma resolução que “abre possibilidade aos laboratórios de solicitarem autorização para uso emergencial, em caráter experimental, de vacinas contra covid 19”.

A decisão foi deliberada na 11ª Reunião da Diretoria Colegiada e oficializa o pedido de uso emergencial de vacina a partir do dia 2 de dezembro.

Mais Lidas