Animal exótico

Resgatada no Ceará, serpente rara continua sem previsão de alta em clínica

Ela apresenta ferimentos e um quadro inflamatório que necessita de cuidados por mais 45 dias

NE 10 Interior
NE 10 Interior
Publicado em 14/12/2020 às 16:17
NOTÍCIA
Divulgação/Corpo de Bombeiros
FOTO: Divulgação/Corpo de Bombeiros
Leitura:

Capturada na noite da última sexta-feira (11), no município de Mucambo, na região Norte do Ceará, uma cobra da espécie píton birmanesa albina, segue em tratamento e sem previsão de alta, em uma clínica da cidade de Sobral, na mesma região. 

Cobra de 2 metros é capturada no estacionamento de supermercado em Caruaru; veja vídeo

Polícia resgata cobra peçonhenta no Agreste de Pernambuco; veja vídeo

“Vamos esperar uma nova mudança de pele, que pode ocorrer no prazo entre 20 a 45 dias, e quando ela estiver bem, a gente libera”, disse ao G1, o médico veterinário Ildefonso Cavalcante. 

4 metros

A serpente rara mede cerca de 4 metros de comprimento e deve ter aproximadamente cinco anos de vida. Ela apresenta ferimentos e um quadro inflamatório que necessita de cuidados por mais 45 dias.

Com informações do G1

 

 

Mais Lidas