Vacina

Bolsonaro diz que vacinados devem assinar ‘termo de responsabilidade’

O objetivo é de que a União se isente de responsabilidades por eventuais efeitos colaterais

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 16/12/2020 às 7:37
NOTÍCIA
Marcelo Camargo/Agência Brasil
FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

De acordo com o relator da Medida Provisória (MP) do consórcio global de vacinas contra a Covid-19, o deputado Geninho Zuliani (DEM), seu relatório deverá contar com um dispositivo que determina que as pessoas que tomarem a vacina imunizante assinem um termo de responsabilidade. O objetivo é de isentar a União de responsabilidades por eventuais efeitos colaterais apresentados pelos pacientes.

A proposta foi defendida pelo presidente Jair Bolsonaro na última segunda-feira (14). Bolsonaro tem levantado questionamentos a respeito da eficácia da vacina e recentemente falou que o Governo Federal não compraria a Coronavac.

 “É uma grande preocupação do presidente, que também é nossa, quanto à responsabilidade civil do Governo Federal”, disse Zuliani após reunião com o presidente.

Mais Lidas