VACINA

Coronavac apresentou menos de 90% de eficácia, diz secretário de saúde de São Paulo

Um novo estudo com 13 mil pessoas deve ser divulgado

Equipe NE10 Interior
Equipe NE10 Interior
Publicado em 25/12/2020 às 10:04
NOTÍCIA
Governo de São Paulo
FOTO: Governo de São Paulo
Leitura:

O secretário de saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn afirmou na quinta-feira (24) que a eficácia da Coronavac ficou abaixo de 90%. No mesmo dia, a Turquia também divulgou que os resultados preliminares nos testes feitos com 1300 voluntários, a vacina apresentou uma eficácia de 91,2%.

                                                                                                                            

De acordo com Jean, a Sinovac observou as diferenças entre nos diferentes países onde ocorreram os testes, e o Brasil apresentou um dado menor, levando a farmacêutica a querer rever os dados.

Um estudo feito com 13 mil pessoas deve ser anunciado em até 15 dias. O vírus que é utilizado na vacina é considerado uma plataforma vacinal menos imunogênica, e os resultados não foram surpresa, afirmou o secretário. “Sabemos que a efetividade jamais atingiria 90%. Mas o que nós não imaginávamos era que a empresa queria uma unicidade, um resultado muito próximo em todos os países.", disse ele.

Com mais de 50% de eficácia, a vacina já provocaria uma redução nos números de morte, afirmou ele. 

Vacinação

Mesmo com o adiamento da divulgação, o secretário afirmou que os planos para início da vacinação em 25 de janeiro, em São Paulo, permanecem, incialmente para profissionais da saúde, idosos, indígenas e moradores de instituições de longa permanência.

Mais Lidas