internacional

Facebook e Instagram vão manter contas de Trump bloqueadas até a posse de Biden

Mark Zuckerberg afirmou que os riscos de permitir que ele use as contas neste período são grandes demais

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 07/01/2021 às 14:48
NOTÍCIA
Jim Bourg
FOTO: Jim Bourg
Leitura:

Depois que manifestantes apoiadores de Donald Trump invadiram o prédio do Capitólio na última quarta-feira (6), o Facebook e o Instagram bloquearam as contas do presidente. O bloqueio deverá se prolongar por pelo menos duas semanas, até a conclusão da transição presidencial, quando Joe Biden assumirá o cargo.

 > Após invasão, Congresso dos EUA certifica vitória de Joe Biden

A medida foi divulgada pelo CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, nesta quinta-feira (7). Na publicação feita na própria rede social, ele afirmou que “os riscos de permitir que o presidente [Trump] continue a usar os serviços durante esse período são simplesmente grandes demais”.

Ainda de acordo com o CEO, as ultimas atitudes do até então presidente nas redes sociais "demonstram claramente que o presidente Donald Trump pretende usar seu tempo restante no cargo para minar a transição pacífica e legal de poder para seu sucessor eleito, Joe Biden".

Prédio do Capitólio é evacuado após ameaça de bomba nos EUA

Outras redes sociais

Na última quarta-feira (6), depois das manifestações, as contas de Trump também foram bloqueadas no Twitter e no Snapchat. As duas plataformas alegaram que o presidente estava divulgando informações infundadas sobre fraudes nas eleições dos EUA.

Mais Lidas