carnaval

Desfile de boneco gigante é interrompido pela PM em Olinda

Evento do bloco 'Menino da Tarde' reuniu músicos e diretores em comemoração aos 47 anos da agremiação

Laís Milena
Laís Milena
Publicado em 11/01/2021 às 14:29
NOTÍCIA
Reprodução/Redes sociais
FOTO: Reprodução/Redes sociais
Leitura:

Um desfile do bloco "Menino da Tarde" foi interrompido pela Polícia Militar na tarde deste domingo (10) em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). A PM informou que o bloco não tinha autorização da prefeitura para desfilar. No local estavam quatro músicos tocando clarins, nove diretores e o boneco gigante de máscara.

Carnaval de 2021 é oficialmente suspenso em Pernambuco

Na terça-feira (5), os integrantes do Menino da Tarde informaram nas redes sociais sobre a realização do cortejo. "O nosso querido gigante estará fazendo um desfile simbólico da rua do Amparo até o Guadalupe [...] em comemoração aos seus 47 anos de glória”, dizia a publicação. O post também pedia para que as pessoas ficassem em casa e assistissem o desfile através de uma transmissão ao vivo.

Em nota, a polícia disse que “os integrantes foram orientados que não poderiam desfilar em virtude das proibições existentes em decretos estaduais”. O Carnaval 2021 e as prévias carnavalescas foram suspensos pelo Governo de Pernambuco, devido ao aumento de casos da Covid-19.

O diretor de marketing e comunicação do bloco, André Barão, alega que o evento pretendia conscientizar a população sobre o combate ao coronavírus.“Tivemos a ideia de fazer um desfile simbólico, sem orquestra para não causar tumulto, não causamos aglomeração, transmitimos ao vivo. Na rua tinha pouquíssima gente, o pessoal vendo pelas janelas. A nossa faixa veio com os dizeres tudo vai passar", ressaltou.

A PM dispersou o cortejo e informou o caso à prefeitura de Olinda. A gestão municipal disse que não concedeu autorização para o desfile ou apresentação de qualquer troça ou agremiação carnavalesca. A gestão municipal informou ainda que "mantém intensiva fiscalização contra aglomerações, além de um trabalho diário de conscientização da população, em razão da pandemia do coronavírus".

Mais Lidas