Vacina

Butantan afirma que CoronaVac tem eficácia global de 50,38%

O índice aponta para a capacidade da vacina de proteger em todos os casos, sejam eles leves, moderados ou graves

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 12/01/2021 às 16:29
NOTÍCIA
Divulgação/Instituto Butantan
FOTO: Divulgação/Instituto Butantan
Leitura:

Nesta terça-feira (12), o instituto Butantan divulgou em coletiva de imprensa que a vacina CoronaVac registrou uma eficácia global de 50,38% nos testes realizados no Brasil. O imunizante é produzido em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Na última semana, o instituto havia divulgado que a CorovaVac alcançou um índice de 78% de eficácia em casos sintomáticos leves e que o imunizante protege contra complicações mais severas da doença.

Vídeo mostra pesquisadores do Butantan se emocionando ao saber eficácia da CoronaVac; assista

Os testes com a CoronaVac no Brasil foram realizados com 12.508 voluntários e envolveram 16 centros de pesquisa. Todos os que receberam a vacina são profissionais da área da saúde que estão na linha de frente no combate ao coronavírus.

"Nós conseguimos demonstrar esse efeito biológico esperado. Esta é uma vacina eficaz. Temos uma vacina que consegue controlar a pandemia através deste efeito esperado, que é a diminuição da intensidade da doença clínica", afirmou o diretor de pesquisa do Butantan, Ricardo Palácios, na coletiva de imprensa.

O que é ‘eficácia global’?

A chamada eficácia global é o resultado que leva em consideração os resultados encontrados em casos leves, moderados e graves. Ou seja, o índice de 50,38% aponta a capacidade da vacina em proteger todos esses casos.

O número mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e também pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é de 50%.

Mais Lidas