Coronavírus

Sorologia, RT-PCR? Entenda como funcionam os principais exames para diagnosticar a COVID-19

No Consultório do Rádio Livre, Samara Pontes recebeu a biomédica Camila Pacheco

Samara Pontes
Samara Pontes
Publicado em 15/01/2021 às 9:08
NOTÍCIA
Reprodução/NE10 Interior
FOTO: Reprodução/NE10 Interior
Leitura:

O programa Consultório da Rádio Jornal Garanhuns tirou dúvidas sobre os principais exames para diagnóstico da Covid-19 nessa quinta-feira (14). A radialista Samara Pontes entrevistou a biomédica Camila Pacheco, especialista em citologia e hematologia. Apesar de já estarmos há vários meses convivendo com o Sars-Cov-2, uma das principais dúvidas da população ainda é sobre o tempo em que os exames devem ser realizados.

Entre os testes para Covid-19 está o RT-PCR, considerado o "padrão-ouro" para diagnóstico da doença. De acordo com a profissional, o ideal é que ele seja feito entre o 3º e o 10º dia do início dos sintomas, porém esse tipo de exame pode demorar um pouco mais para sair o resultado. "Temos agora também o teste de antígeno. A coleta é igual a do PCR, com swab nasal, e o bom é que o resultado sai super rápido, além de ser muito seguro", ressaltou. Com relação ao período, a biomédica destacou que para a pesquisa de antígeno é importante que seja realizado entre o 3º e o 7º dia de sintomas.

Outro exame que pode ser realizado é a sorologia. "A sorologia serve para saber se a pessoa tem anticorpos, se entrou em contato com o vírus anteriormente. Não adianta fazer uma sorologia com a infecção ativa, porque provavelmente vai dar negativo, já que o organismo não teve tempo de produzir os anticorpos. Quanto mais tempo tiver [passado a infecção], melhor.", disse

Saber o período correto é primordial para evitar um resultado falso negativo, por exemplo. "Se os sintomas começam hoje e a pessoa já corre para o laboratório, pode dar sim negativo. Não quer dizer que o teste estava errado, mas sim que carga viral ainda está muito baixa, e, por isso, não é detectável", enfatizou Camila. O mesmo pode acontecer se o paciente passar do período recomendado.

Veja a entrevista completa

Mais Lidas